Fonte: OpenWeather

    Semiaberto


    Suzane Richthofen começa estudar na faculdade de Taubaté; confira

    Condenada a 39 anos pelo assassinato dos pais, Suzane ganhou o direito de frequentar a faculdade e está cursando biomedicina

     

    | Foto: Divulgação

    TREMEMBÉ (SP) - Condenada a 38 anos de prisão pela morte de seus pais, Suzane von Richthofen teve o seu primeiro dia de aula na graduação em biomedicina, nesta quarta-feira (29), em uma instituição localizada na cidade de Taubaté, interior de São Paulo. A matrícula da detenta foi autorizada pela Justiça, sendo que a princípio, ela cursaria farmácia.

    Com tornozeleira eletrônica, ela chegou à faculdade com uma camisa florida e com o cabelo mais curto comparado à sua última "saidinha", de acordo com informações do G1. Suzane foi até a faculdade por meio de um transporte de aplicativo, e deixou o local às 21h50.

    Autorização da justiça 

     

    Ela foi vista chegando no campus da faculdade
    Ela foi vista chegando no campus da faculdade | Foto: Divulgação

    O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) liberou Suzane a deixar a prisão imediatamente para estudar farmácia na Universidade Anhanguera, em Taubaté - no entanto, ela mudou o curso e está fazendo biomedicina. Presa na Penitenciária Feminina de Tremembé, Suzane foi condenada a 39 anos por estar envolvida no assassinato dos pais.

      Na faculdade, Suzane, que cumpre sua pena em regime semiaberto, poderá sair para cursar o período noturno, com saída da unidade prisional às 17h e retorno às 23h55. A liminar foi autorizada pelo desembargador José Damião Pinheiro Machado Cogan, da 5ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na última sexta-feira (24).  

    Suzane está presa desde 2004 e conseguiu a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. Desde então, ela tem benefício para saídas temporárias, em datas comemorativas, como o dia dos pais e dia das mães. Ela prestou o processo seletivo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para presos e conseguiu ter nota para ser aprovada para fazer a faculdade.

    História volta aos holofotes

     

    Suzane foi condenada por matar os pais
    Suzane foi condenada por matar os pais | Foto: Divulgação

    Com o lançamentos dos filmes 'A Menina que Matou os Pais' e 'O Menino que Matou Meus Pais', na última sexta-feira (24), a história sobre o assassinato dos pais de Suzane voltou aos holofotes e foi muito comentado na última semana.

    Nos dois filmes que foram lançados no Amazon Prime Video, o relacionamento entre Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos - que são interpretados por Carla Diaz e Leonardo Bittencourt - é contado de forma diferente, por cada um, mas cabe ao telespectador tirar duas conclusões de quem está falando a verdade de como foi a morte dos Von Richthofen.

    Leia mais: 

    Carla Diaz sobre interpretar Suzane: "Precisei afastar meu julgamento"

    Saidinha temporária: Suzane, Anna Jatobá e Elize deixam penitenciária

    Caso Richthofen: Cravinhos pede que STF censure série da Netflix