Fonte: OpenWeather

    Incêndio


    Vídeo: vizinhos arrombam casa em chamas para salvar bebês; veja

    De acordo com os vizinhos, havia uma caixa de fósforo sobre o colchão onde estavam as crianças

     

    A mãe, de apenas 18 anos, apareceu no local, após ser comunicada pelos vizinhos
    A mãe, de apenas 18 anos, apareceu no local, após ser comunicada pelos vizinhos | Foto: Reprodução

    GOIÂNIA (GO) – Um momento de descuido quase acaba na morte de duas crianças gêmeas de apenas 1 ano e 6 meses de idade.

    Elas foram deixadas sozinhas pela mãe, que saiu para ir ao supermercado, e foram salvas pelos vizinhos, que perceberam que a casa estava pegando fogo. O caso aconteceu nesta segunda (4). 

    Imagens registradas por câmeras de segurança mostram o momento em que os vizinhos arrombam o portão e entraram na casa. Um deles chega a desligar o relógio da energia elétrica do lado de fora. Logo aparecem saindo com os bebês no colo.

    A mãe, de apenas 18 anos, apareceu no local, após ser comunicada pelos vizinhos e, em estado de choque, disse que tinha ido ao supermercado.

      O Conselho Tutelar da região foi acionado por volta das 17h30 e esteve no local para averiguar as circunstâncias do fato.  

    De acordo com o conselheiro Valdivino Silveira, a mãe teria o costume de deixar as crianças sozinhas para fazer coisas fora e os vizinhos a viram saindo instantes antes de o fogo se alastrar.

    A causa do incêndio não foi elucidada, pois quando o conselheiro esteve no local já tinham limpado e retirado algumas coisas de dentro da residência. “A casa queimou bastante”, diz ele. O pai dos bebês estava trabalhando na hora do ocorrido.

    De acordo com os vizinhos, havia uma caixa de fósforo sobre o colchão onde estavam as crianças. Valdivino Silveira acredita que elas podem ter manuseado o fósforo e ocasionado o incêndio.

    Veja vídeo:

    Capa do Vídeo
    | Autor:
     

    *Metrópoles

    Leia mais:

    Incêndio que deixou famílias desabrigadas pode ter sido criminoso

    Incêndio atinge terreno baldio em Manaus