Fonte: OpenWeather

    Temporada de Cruzeiros 2022


    Anvisa recomenda suspensão definitiva da temporada de cruzeiros

    A medida foi tomada após verificação do “aumento exponencial” de casos de covid-19 nessas embarcações

     

    Desde a suspensão temporária, a Anvisa avaliava o cenário epidemiológico
    Desde a suspensão temporária, a Anvisa avaliava o cenário epidemiológico | Foto: Fernanda Luz- Reuters

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão definitiva da temporada de navios de cruzeiro no Brasil.

    A medida foi tomada após verificação do “aumento exponencial” de casos de covid-19 nessas embarcações, principalmente entre os tripulantes. A recomendação foi encaminhada ao Ministério da Saúde e à Casa Civil.

      A agência vinha monitorando os casos de contaminação pela covid-19 nesse tipo de embarcação, graças a protocolos definidos por ela própria para operação dos navios no país. Segundo a Anvisa, esses protocolos foram fundamentais para a identificação de uma alteração no número de casos a bordo.  

    No último dia de 2021, a agência recomendou a suspensão provisória da temporada de cruzeiros. Nos dias que antecederam a decisão, o navio MSC Splendida, atracado no Porto de Santos (SP) e o navio Costa Diadema, atracado em Salvador, interromperam as atividades devido a surtos de covid-19 a bordo.

    Desde a suspensão temporária, a Anvisa avaliava o cenário epidemiológico e, diante do aumento de casos, tanto no setor de cruzeiros quanto no país como um todo, decidiu recomendar a suspensão definitiva.

    “A Anvisa entende que o cenário atual é desfavorável à continuidade das operações dos navios de cruzeiro. Nesse sentido, com fundamento no princípio da precaução e a partir de todos os dados disponíveis, recomendou a suspensão definitiva da temporada de navios de cruzeiro no Brasil, como ação necessária à proteção da saúde da população”, informou, em nota.

    Segundo a agência, até o dia 6, foram reportados 1.177 casos positivos de covid-19 entre tripulantes e passageiros, caracterizando um forte aumento de casos nos navios. 

    Leia mais:

    Ministério do Turismo anunciou volta de Cruzeiros em novembro de 2021 

    Cruzeiros injetam dólares na economia do Amazonas 

    Navios desistem de visita ao Amazonas na Temporada de Cruzeiros