Fonte: OpenWeather

    Em Goiás


    João de Deus se entrega à polícia em encruzilhada de Abadiânia (GO)

    O médium se entregou às autoridades e foi preso neste domingo. As informações foram confirmadas pelo criminalista Alberto Toron, que representa o médium

    | Foto:

    Com prisão decretada por suspeita de abuso sexual contra mais de 300 mulheres, João de Deus se apresentou ao delegado-geral de Goiás na tarde deste domingo (16), em uma encruzilhada, na estrada em Abadiânia, Goiás.

    Apesar de toda a polêmica envolvendo o líder espiritual, a Casa Dom Inácio de Loyola, onde João de Deus fazia os atendimentos normalmente, permaneceu aberta até o horário do almoço e encerrou as atividades em seguida.

    Momento em que ele se entregou à polícia
    Momento em que ele se entregou à polícia | Foto: Reprodução

    Durante a manhã, aproximadamente uma dezena de pessoas permanecia no local, a maioria estrangeiros, vestidos de branco. Enquanto alguns faziam orações, outros permaneciam em locais de meditação da Casa.

    Quem circula pela cidade encontra poucos pontos de comércio abertos e moradores receosos de falar sobre as denúncias que pesam contra João de Deus.

    | Foto: Reprodução

    Em condição de anonimato, algumas pessoas arriscam opinar sobre o assunto. Dizem, por exemplo, que o médium não era "flor que se cheire", mas evitam as entrevistas.

    Além disso, costumam mostrar preocupação sobre como a prisão dele deve afetar a economia do município. (Colaborou Renan Truffi, enviado especial).

    Leia mais:

    Justiça de Goiânia determina prisão de João de Deus

    MP de Goiás recebe 330 denúncias contra médium João de Deus

    Defesa de João de Deus afirma não ter tido acesso a depoimentos