Fonte: OpenWeather

    Auxílio Emergencial


    'Falso pedido' de auxílio emergencial usa nome de Jair Bolsonaro

    Empresa notificará Polícia Federal para investigar quem fez o requerimento usando dados do presidente da República

    Dataprev identificou que pedido falso partiu da cidade de Capistrano, no Ceára | Foto: divulgação

    A Dataprev detectou um falso pedido de auxílio emergencial em nome de Jair Bolsonaro, usando os dados do presidente para requerer os R$ 600. O pedido partiu, segundo o aplicativo da Caixa, da cidade de Capistrano, no estado do Ceará.

    O pedido foi feito em 8 de maio e processado pela Dataprev no dia seguinte. Até ontem, às 19h45, o pedido ainda estava em processamento, ou seja, não foi desembolsado nenhum valor.

    Segundo investigação interna da Dataprev, o cadastro foi feito por meio do e-mail [email protected], a partir da localização da cidade cearense.

    Foi feita uma troca de senha no dia 14 de maio, às 12h19, no aplicativo Caixa Tem, criado pela Caixa Econômica para dar acesso a serviços sociais.

    | Foto: divulgação

    Auxílio emergencial

    Estão aptas a receber o benefício as pessoas inscritas no programa Bolsa Família, as que integram o cadastro de microempreendedores Individuais, os contribuintes individuais ou facultativos do INSS, as pessoas inscritas no Cadastro Único, e os informais que não fazem parte de nenhum cadastro do Governo Federal.

    São requisitos para receber o benefício, ter mais de 18 anos, não ter emprego formal (com carteira assinada), a renda familiar por pessoa não ultrapassar meio salário mínimo, e a renda total da família não ser maior que três salários mínimos, além de não ter recebido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70.