Fonte: OpenWeather

    Alerta


    Terremoto de magnitude 7,2 atinge o Haiti e faz alerta para tsunami

    O tremor foi sentido em todo o país, e danos materiais já foram registrados nas cidades de Jérémie e Los Cayos

     

    Serviço Geológico dos Estados Unidos emite alerta de tsunami
    Serviço Geológico dos Estados Unidos emite alerta de tsunami | Foto: REUTERS/Valerie Baeriswyl

    Um terremoto de magnitude 7,2 sacudiu o Haiti na manhã  deste sábado (14), informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que emitiu, há pouco, um alerta de tsunami.

    O tremor foi sentido em todo o país, e danos materiais já foram registrados nas cidades de Jérémie e Los Cayos, no sudoeste da península da Ilha de Hispaniola, que o Haiti compartilha com a República Dominicana, segundo imagens de testemunhas citadas pela agência de notícias AFP.

    O sismo, que ocorreu às 8h30 locais (9h30 no Brasil), foi registrado a cerca de 12 quilômetros da cidade de Saint-Louis du Sud, e seu hipocentro tinha 10 quilômetros de profundidade, de acordo com o relatório do USGS.O instituto emitiu um alerta vermelho devido à possibilidade de o terremoto ter deixado grande número de vítimas, informou a agência de notícias Europa Press.

    Minutos após o terremoto, um tremor secundário de magnitude 5,2 foi registrado a 17 quilômetros da cidade de Chantal, novamente com um hipocentro de 10 quilômetros de profundidade. De acordo com o portal local Gazette Haiti, o terremoto foi sentido por vários segundos na capital, Porto Príncipe, que fica a cerca de 130 quilômetros do epicentro.

    Em 2010, 300 mil mortos

    Em 2010, o Haiti foi devastado por um grande terremoto, que deixou cerca de 300 mil mortos e mais de 300 mil feridos, agravando as condições de miséria do país, que é considerado o mais pobre das Américas, e deixando um 1,5 milhão de pessoas desabrigadas.

    No dia 12 de janeiro de 2010, uma terça-feira, a capital haitiana, Porto Príncipe, ficou coberta de poeira por causa do tremos, de magnitude 7 na escala Ritcher, cujo epicentro foi na península de Tiburon, a cerca de 25 quilômetros da cidade e profundidade de 10 quilômetros.

    Considerado o quinto mais grave da história mundial, o terremoto destruiu a maior parte da cidade de Porto Príncipe, incluindo o palácio presidencial, a sede do Banco Mundial e a Catedral de Notre-Dame.

    Leia mais:

    Terremoto deixa dois mortos e 17 feridos na China

    Terremoto em Barcelos é sentido em Manaus e assusta amazonenses

    Reflexos de terremotos são mais constantes em Manaus