Fonte: OpenWeather

    Suspensão


    Ministério da saúde vai abolir intervalo para vacinação de Covid-19

    A informação foi confirmada pelo ministro Marcelo Queiroga

     

     

    | Foto: Divulgação

    Brasília - O Ministério da Saúde recomendou a suspensão do intervalo entre a aplicação das vacinas contra a covid-19 e contra o vírus Influenza, causador da gripe. A informação foi confirmada pelo titular da pasta, Marcelo Queiroga, através de rede social nesta quarta-feira (29). 

    “Proteção em dose dupla: a nova recomendaçao do @minsaude retira o intervalo entre as vacinas da influenza e da #Covid19. A vacina da gripe pode ser aplicada a partir dos 6 meses de vida. Toda população pode ir a um posto de saúde e garantir sua imunização contra a gripe!, disse Queiroga por meio de sua conta no Twitter. 

    O ministro não informou quando a nova recomendação vai começar a valer. A decisão foi tomada após reunião da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) que recomendou ao Ministério da Saúde o fim do prazo mínimo para a aplicação entre as vacinas, com o objetivo de aumentar a vacinação contra as duas doenças.

    Atualmente, o Programa Nacional de Imunização (PNI), diz que o intervalo entre a vacinação contra a covid-19 e o do imunizante contra a Influenza deve ser de no mínimo 14 dias. O intervalo também vale para as outras vacinas do Calendário Nacional de Vacinação.

    Leia mais: 

    “Paulo Guedes usa inflação para atacar Zona Franca", diz Zé Ricardo

    CPI: Luciano Hang nega envolvimento com "gabinete paralelo"

    Após veto derrubado, Bolsonaro promulga lei das federações partidárias