Fonte: OpenWeather

    Mortos e feridos


    Vídeo mostra pânico após explosão em mesquita no Afeganistão

    Imagens partilhadas nas redes sociais mostraram vários corpos ensanguentados caídos no chão

     

    | Foto: Reprodução/Aamaj News

    Uma violenta explosão  em uma mesquita na cidade de Kunduz, no norte do Afeganistão, deixou centenas de mortos e feridos nesta sexta-feira (8), revelou um alto funcionário dos talibãs.

    Imagens compartilhadas nas redes sociais, mas que ainda não puderam ser validadas, mostraram vários corpos ensanguentados caídos no chão. Outro vídeo mostra homens encaminhando pessoas, incluindo mulheres e crianças, para longe do local da explosão. 

    "O incidente de hoje é parte de um padrão perturbador de violência: terceiro ataque mortal esta semana, aparentemente visando uma instituição religiosa. O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo incidente de domingo, próximo a uma mesquita de Cabul. Ainda não se sabe o autor do ataque de quarta-feira a uma madrassa em Khost", informou a ONU no Twitter.

    Na mesma rede social, o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, se pronunciou sobre o caso e disse que o crime será investigado.

    "Esta tarde ocorreu uma explosão em uma mesquita de nossos compatriotas xiitas no distrito de Khan Abad de Bandar, na capital da província de Kunduz, e vários de nossos compatriotas foram martirizados e feridos", publicou.

    Em entrevista à emissora CNN, o porta-voz da província de Kunduz, Matiullah Rohani, informou que a explosão foi resultado de um ataque suicida. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do crime, que já é considerado o mais fatal desde que o Talibã tomou o poder do país, em 15 de agosto.

    Veja o vídeo

    Capa do Vídeo
    | Autor: Divulgação
     

    Leia mais:

    Explosão em mesquita no Afeganistão deixa ao menos 100 mortos

    No Afeganistão, mais um veículo de talibãs é atacado

    Talibã pede a companhias aéreas que retomem voos internacionais