Dia do Amigo


Amizades de décadas celebram o dia do amigo neste 20 de julho

O dia internacional da amizade não passou despercebido por aqueles que dividem vitórias e lutas juntos durante longas datas

Grupo iniciou amizade na época em que trabalhavam no extinto banco BEA, há 30 anos
Grupo iniciou amizade na época em que trabalhavam no extinto banco BEA, há 30 anos | Foto: Arquivo Pessoal

Manaus- Como diz a Canção de Milton Nascimento, amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração. Nesse dia internacional da amizade e dia do amigo, 20 de julho,  os amazonenses declararam seu amor àqueles que os acompanham por longas datas, enfrentando lutas e celebrando as conquistas.

O EM TEMPO conversou com pessoas que construíram verdadeiras amizades e os depoimentos são de amor e parceria. Acompanhe a seguir alguns depoimentos: 

45 anos de amizade

A pedagoga Maria do Perpétuo Socorro Duarte Freitas, tem uma amiga de infância que acompanhou muita coisa em sua vida. Com 45 anos de amizade, as duas estudaram no Grupo Escolar Antônio Teles de Souza, no bairro Presidente Vargas, zona Sul de Manaus. De lá para cá a amizade entre elas só cresceu e colecionam inúmeras histórias juntas.

“A palavra para eu definir nossa amizade é generosidade. Ana Maria tem um bom coração, gosta que todos que estão a sua volta cresçam profissionalmente e como ser humano. Não guarda rancor e é muito envolvente. Tenho admiração por essas qualidades que ela possui. Nós já viajamos juntas muitas vezes, inclusive já trabalhamos juntas. Sempre brincamos que em nossa amizade ela é Moisés e eu sou Josué. Costumamos dizer que ela planta a semente, eu colho”, contou a pedagoga Maria.

Amigas há 45 anos
Amigas há 45 anos | Foto: Arquivo Pessoal

Além de se chamarem Maria, o sobrenome em comum, Freitas, e atuarem no ramo da educação, as duas tem quase a mesma idade, com a diferença de apenas um ano. Apesar de terem relatado já terem brigado uma vez por conta da profissão, as amigas disseram que tudo não passou de página virada. A fé é um outro ponto comum entre elas.

“Acredito que fomos irmãs gêmeas em outras vidas. Consigo ler o pensamento dela e vice-versa. Nós nos completamos. As vezes ela está chateada e quer ter alguns excessos, converso e a acalmo. A mesma coisa Socorro faz comigo. Maravilhosa, tem uma alma parecida com a minha. Tenho certeza que essa amizade vai ser pelo resto das nossas vidas”, declarou a professora Ana Maria.   

O grupo se reúne em festa comemorativas
O grupo se reúne em festa comemorativas | Foto: Arquivo Pessoal

Você acredita em amizade sincera no ambiente profissional? 

Os amigos do extinto Banco do Estado do Amazonas (BEA), são a prova viva que existe amizade verdadeira no trabalho. O BEA foi vendido, porém, a amizade entre os funcionários dura 30 anos depois. Juntos, eles realizam festas comemorativas e se reúnem uma vez por mês. Com a pandemia, o calendário festivo aconteceu de maneira virtual. A ex funcionária Astrid Santana faz parte desse grupo de amigos e garante que com ele é só alegria.

“Nosso grupo do whtasapp leva o nome de ‘amigos do BEA’. e nossa amizade vai além do virtual. Hoje nossos filhos se tornaram amigos, também. Somos como uma grande família. Desde essa época do banco nos unimos e não nos largamos. Sempre quando um precisa, o outro ajuda. Oramos um pelo outro, celebramos os aniversários, fazemos festa junina e inclusive, a festa de fim de ano. Nossa amizade é muito verdadeira e nos traz alegria”, resume Astrid. 

 Leia Mais: 

Campanha solidária visa arrecadar fundos para criança com doença rara

Ruas do Cacau Pirêra, no AM, estão intrafegáveis devido lama e buracos

Ativista Greta Thumberg ganha prêmio e doa R$ 500 mil para Amazonas

Veja também