Fonte: OpenWeather

    Solteiros


    No Dia dos Namorados, solteiros escolhem ficar sozinhos

    Solteiros contam os motivos de escolherem ficar sem um parceiro. Estudos mostram que solteiros costumam cultivar mais amizades que os casados

    Levantamentos apontam que solteiros costumam cultivar mais amizades e ter mais autonomia que casais
    Levantamentos apontam que solteiros costumam cultivar mais amizades e ter mais autonomia que casais | Foto: Divulgação / Pixabay

    Manaus – Desilusão amorosa, carreira e religiões diferentes são alguns dos motivos que fazem com que pessoas optem por aproveitar o dia dos namorados sozinhas. O que parece ser um comportamento estranho para alguns, é, para outros, uma escolha agradável e feliz de curtir a própria companhia. 

    A ideia de viajar sem a presença de outra pessoa, jantar fora ou simplesmente ir ao cinema sozinha ou sozinho pode ser assustadora para algumas pessoas, principalmente no dia dos namorados. Para outras, essa foi a maneira encontrada de valorizar e respeitar sua individualidade. 

    Ao contrário do que muitos acreditam, estar sozinho não significa viver uma vida solitária. É o caso do gerente de enfermagem, Júnior Carvalho, de 24 anos, que escolheu ficar sozinho e está feliz com sua decisão.

    “Eu escolhi ficar solteiro para ter mais tempo para focar no trabalho, além de não ter uma cobrança de outra pessoa. Eu sou bastante feliz com a minha própria companhia e não me sinto solitário. Quem mais me cobra são as tias que sempre perguntam: ‘cadê a namorada? ’, mas eu sou tranquilo porque sei que as decisões que nós tomamos tem que beneficiar a nós mesmos, e mais ninguém. Eu não quero ficar com mais ninguém por pelo menos dez anos”, afirma o gerente de enfermagem.

    Já para outras pessoas, ficar solteiro significa ter tempo para se dedicar exclusivamente a Deus. 

    “Eu escolhi ficar só, principalmente, pela questão religiosa. Muitas pessoas procuram pessoas para viver uma vida de oração, mas eu preferi não procurar. O amor que eu daria para outra pessoa, eu deposito na minha família e em Deus. Eu sou feliz e posso focar na faculdade, focar na minha família. Faço o que Deus me chamou para fazer”, afirma o estudante de 19 anos que preferiu não se identificar. 

    Benefícios de estar solteiro (a)

    Alguns levantamentos mostram que solteiros costumam cultivar mais amizades e ter mais autonomia do que os casados. Um estudo publicado pelo Journal of Social and Personal Relationships, em 2015, mostra que as pessoas solteiras têm uma vida com mais amigos e interação social, e com mais objetivos - e determinação para cumpri-los. 

    A psicóloga Raquel Navarro ressalta alguns dos benefícios que, segundo a ciência, são trazidos por escolher viver a vida sem um parceiro. 

    1 - Solteiros muitas vezes têm mais contato com amigos e parentes

    O que importa para a saúde, segundo pesquisadores, é ter pessoas com as quais você possa se abrir e contar quando necessário, mais do que ter ou não um cônjuge. Pois familiares e comunitários se tornam uma importante rede de apoio para pessoas solteiras

    2 - Solteiros podem desfrutar de mais autonomia e satisfação

    Pesquisadores argumentam que não é apenas o amor que nos traz sentimento de plenitude, mas também "autonomia, propósito e (a sensação de) estar no comando de nossas vidas".

    "Solteiros perseguem o que importa mais para eles, (como) trabalhos mais significativos e mais crescimento pessoal", argumenta. E, com mais autossuficiência, essas pessoas tinham menos chance de experimentar sentimentos negativos.

    3 - Solteiros não necessariamente têm saúde pior que casados

    "As evidências sugerem que o casamento tem mais a ver com a saúde mental do que física", escreve Kalmijn. "Especulamos que o casamento seja mais ligado a uma avaliação positiva da vida da pessoa do que a uma melhora em sua saúde."

    Vale lembrar, porém, que há extensa documentação científica sobre os efeitos favoráveis proporcionados por casamentos felizes, desde mais estabilidade econômica até o apoio mútuo cultivado entre o casal.

    Para pesquisadores, ressaltar os benefícios da vida de solteiro não significa desprezar os do casamento - significa "buscar o estilo de vida que melhor funcione para cada pessoa".

    O que importa não é fazer o que as outras pessoas acham que devemos fazer, mas sim buscar os espaços em que podemos ser o que realmente somos e nos permitir viver o melhor de nossas vidas.

    Pessoas mais individualistas

    Raquel Navarro explica que a escolha de ficar sozinha é resultado de diversos fatores advindos da modernidade, como o uso da tecnologia e presença do capitalismo, por exemplo. Além de questões externas, muitas pessoas optam por não se relacionarem de maneira romântica com mais ninguém como uma maneira de evitar sofrimento. 

    “Estamos vivendo a hipermodernidade em que o individualismo está acentuado e as pessoas passaram a viver mais sozinhas. Isso é possível de acordo com alguns fatores. O primeiro é devido à tecnologia, onde as redes sociais estão cada vez mais presentes e isso diminui a necessidade de o indivíduo estar presente. Outra questão é a dinâmica da vida, quanto mais desenvolvido o sistema capitalista, mais individualista a pessoa fica. E há o esfacelamento de utopias como o amor romântico”, explica Raquel.

    A especialista ressalta ainda que essa é uma tendência cada vez mais crescente entre a nova geração.

    “Na vida cotidiana, as pessoas sabem que não existem príncipe e princesa. Em ter relacionamento que leva ao sofrimento, muitos preferem nem arriscar. Há novas formações de família e a tendência de que as pessoas morem sozinhas só aumenta, sobretudo nos centros urbanos”, afirma a psicóloga. 

    Edição: Bruna Souza

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Mulher faz cerimônia para se casar com ela mesma, em Minas Gerais

    Quer namorar? Shopping Millenium promove encontro às cegas