Fonte: OpenWeather

    Dia dos Namorados


    Amor de longa data: casais contam o segredo para manter a chama acesa

    Muito carinho e compreensão cercam casais que estão juntos há mais de meio século. Conheça o segredo do amor duradouro

    No Dia dos Namorados, casais juntos há mais de meio século contam qual o segredo do relacionamento duradouro
    No Dia dos Namorados, casais juntos há mais de meio século contam qual o segredo do relacionamento duradouro | Foto: Leonardo Mota

    Manaus – Ah, o mês dos namorados mexe com o coração dos apaixonados! Algumas pessoas passam a vida procurando sua cara metade e alguns poucos cultivam um amor que resiste às viradas dos séculos e dificuldades. É o caso de Aparecido Pinto, de 79 anos, e Maria Pinto, de 86 anos. Prestes a completar bodas de Cobre, o casal conta qual o segredo do relacionamento duradouro.

    Comemorado no dia 12 de junho, o Dia dos Namorados é a época em que mais observamos declarações apaixonadas por todos os lados. Mas qual será segredo de manter a chama acesa, mesmo depois de muitas décadas juntos? O Em Tempo conversou com dois casais para descobrir.

    Conheça a história de amor de seu Aparecido e dona Maria e de Francisco Morais, de 66 anos, e Sely Barbosa, de 54 anos. Para eles, o segredo do amor está no respeito e amor um pelo outro.

    Maria e Aparecido

    Juntos há 61 anos, Maria e Aparecido Pinto contam que o segredo do relacionamento duradouro é o respeito e companheirismo
    Juntos há 61 anos, Maria e Aparecido Pinto contam que o segredo do relacionamento duradouro é o respeito e companheirismo | Foto: Leonardo Mota

    Casados desde 1958, o amor de seu Aparecido e dona Maria teve início no Ceará, em uma festa dançante - como eles mesmos chamam. Juntos há 61 anos, o casal tem quatro filhos e garante que nunca se separou desde que se conheceu. Companheirismo e cuidado cercam o casal.

    "Nos conhecemos em uma festa de forró lá em Sobral. Lá no sertão todo mundo se conhece. Na época, ele tinha 18 anos e eu tinha 25. Os nossos encontros eram todos para sair para dançar", afirma dona Maria.

    Questionados sobre grandes gestos de amor feitos um pelo outro, o casal afirma que a maior demonstração de amor que pode ser feita na demonstração diária de respeito pelo parceiro.

    Respeito companheirismo são as principais demonstrações de amor que mantém o casal unido
    Respeito companheirismo são as principais demonstrações de amor que mantém o casal unido | Foto: Leonardo Mota

    "O maior gesto e talvez o maior segredo de estarmos juntos há tanto tempo é o respeito um pelo outro. Respeitar é viver e compreender o outro. A única maneira de tratar uma mulher é para agarrar, beijar e dar carinho", afirma seu Aparecido aos risos.

    "Nós não temos ódio um do outro. Sempre cuidamos um do outro, até os meus dentes ele escova. Na vida, nós temos que levar as coisas com graça. Às vezes ele me faz raiva, mas eu começo a rir da situação e ele não entende nada", comenta Maria.  

    Francisco e Sely

    Juntos há 26 anos, Dona Sely e seu Francisco Morais se conheceram na década de 80 em um clube de dança em Manaus
    Juntos há 26 anos, Dona Sely e seu Francisco Morais se conheceram na década de 80 em um clube de dança em Manaus | Foto: Lucyleny Rocha

    Juntos há 26 anos, Dona Sely e seu Francisco Morais se conheceram na década de 80 em um clube de dança em Manaus. Com muito bom humor, Sely conta que foi ela quem deu o primeiro passo para se aproximar de Francisco. 

    “Ele estava com o primo dele e eu fiquei só de longe olhando, aí, para me aproximar dele, eu inventei uma história. Eu fui falar para o rapaz que estava com ele que eu conheço ele de algum lugar. A noite estava passando e eu queria ficar com alguém, aí eu falei para o primo dele que eu conhecia ele da empresa que eu tinha feito a seleção para trabalhar. Acabou que ele conhecia meu cunhado mesmo, foi aí que deu certo e eu me aproximei do Francisco e começamos a conversar. Ele me ofereceu um Chopp e um refrigerante e não nos largamos mais desde então”, relata Dona Sely.

    Com dois filhos e muita história para contar, o casal afirma que sair para se divertir juntos é muito importante para manter o relacionamento saudável. Conhecidos no Parque Municipal do Idoso como o casal que não se desgruda, os dois sempre frequentam as atividades como dança e karaokê no Parque.

    “A gente sempre sai juntos. Às vezes, a gente vai para o Carrossel da Saudade ou vem dançar. O importante é tentar renovar. Nós frequentamos as atividades do Parque duas vezes por semana, como as aulas da memória, alongamento e o Karaokê. Participamos sempre das atividades juntos”, afirma o casal.

    Para Francisco, o segredo do amor duradouro é saber ceder as vezes. “Na vida de casal, nós temos que saber ceder de vez em quando para poder acontecer o encaixe perfeito. Temos que saber o que é bom para o casal. Tem que haver o côncavo e o convexo. Mesmo quando há um atrito, vem a conciliação que é sempre gostosa”. 

    Hoje, segundo o casal, um não consegue viver sem o outro. Cuidado e respeito fizeram com que Francisco e Sely permanecessem juntos apesar das dificuldades que todo relacionamento enfrenta.

    “Hoje, nós precisamos sempre estar um do lado do outro. Apesar de nós parecermos mais novos, a gente não é mais tão novo assim. Precisamos lembrar um do outro da alimentação e de remédio, por exemplo. Um fica com outro para cuidar”.

    Vida a dois e benefícios para saúde

    Dividir a vida com alguém é apontado por muitos estudos como benéfico à saúde. É o que afirma a psicóloga especialista em atendimento com casais, Raquel Navarro.  

    Desde o século 19, pesquisas indicam que pessoas casadas levavam vidas mais saudáveis. Estudos mais recentes também mostram que pessoas que amam correm um risco menor de pneumonia, câncer, problemas cardíacos ou de serem submetidas a cirurgias, ao contrário de pessoas que vivem sozinhas.

    Dentre os benefícios de ser casado, a especialista ressalta ainda, que, em geral, pessoas que dividem a vida com alguém são menos estressadas e vivem vidas com maior estabilidade financeira.

    "Há extensa documentação científica sobre os efeitos favoráveis proporcionados por casamentos felizes, desde mais estabilidade econômica até o apoio mútuo cultivado entre o casal", afirma a psicóloga.

    Pauta e edição: Bruna Souza

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Quer namorar? Shopping Millenium promove encontro às cegas

    Mulher faz cerimônia para se casar com ela mesma, em Minas Gerais