Fonte: OpenWeather

    Rock in Rio


    Hoje é a vez de Bon Jovi no Palco Mundo do Rock in Rio

    Banda norte-americana tem longa trajetória na música e é uma das veteranas do festival

    A banda é uma das atrações mais veteranas do line-up | Foto: Divulgação/Site Oficial

    Pela quinta vez, a edição brasileira do Rock in Rio vai receber um dos maiores nomes do rock mundial. Na noite deste domingo (29), Bon Jovi sobe ao Palco Mundo para cantar com o público os inúmeros sucessos que fez ao longo de 36 anos.

    Nas mais de três décadas de carreira, a banda gravou 19 discos e conquistou inúmeros prêmios, como o de Ícone Global, em 2010, nos MTV Europe Music Awards.

    Antes de subir mais uma vez do palco do Rock in Rio, ainda em turnê de divulgação do álbum This House is Not for Sale, de 2016, Jon Bon Jovi e cia se apresentaram em São Paulo. O Allianz Parque estava lotado, um público de 45 mil pessoas.

    Jon e seus companheiros de estrada — Tico Torres, David Bryan, Phil X e Hugh McDonald — parecem estar seguindo a trilha de muitos astros que, mesmo com o passar das décadas, surpreendem nos palcos. Numa apresentação com duas horas e quinze de duração, todos demonstram uma performance invejável, sem qualquer sinal de cansaço físico.

    Bon Jovi tem 36 anos de carreira
    Bon Jovi tem 36 anos de carreira | Foto: Divulgação/Site Oficial

    História

    Uma das atrações mais veteranas do line-up, o Bon Jovi surgiu em 1984, quando lançou seu homônimo disco de estreia. Porém, a banda de New Jersey, EUA, só alcançou o grande público dois anos depois, com o álbum Slippery When Wet, que conta com os maiores hits do grupo: You Give Love a Bad Name, Livin’ on a Prayer e Wanted Dead or Alive, faixas que consolidaram o conjunto como um dos mais notáveis do hard rock nos anos 80. Já na década seguinte, o grupo não seguiu com o mesmo sucesso estrondoso de antes, mas manteve a popularidade em alta com faixas mais românticas, como Bed of Roses e Always.

    Entre hiatos e reuniões, o Bon Jovi voltou a figurar nas paradas de sucesso em 2000, com o disco Crush, impulsionado pelo mega hit It’s My Life, que garantiu grupo uma indicação ao Grammy por Melhor Performance de Rock por duo ou Grupo vocal. A primeira estatueta do grupo, contudo, só veio seis anos mais tarde, pela faixa Who Says You Can’t Go Home que levou o prêmio de Melhor Colaboração de Country. Em 2013, Richie Sambora, membro fundador do Bon Jovi e coautor da maioria das canções, deixa o conjunto para seguir carreira solo. Apesar da perda significativa do principal parceiro, Jon Bon Jovi decidiu manter a banda ativa, continuando a lançar novos discos e saindo em turnês ao redor do mundo.

    Antes do Rock in Rio, a banda se apresentou em São Paulo
    Antes do Rock in Rio, a banda se apresentou em São Paulo | Foto: Divulgação/Site Oficial

    Estrutura do festival

    O evento passará a ter uma área de 385 mil m², ou 60 mil m² a mais em relação à edição de 2017, com funcionamento entre às 14h e 4h da manhã. O número de banheiros (que não são químicos) também cresceu para quase mil.

    Os visitantes terão ainda à disposição um balcão de 500 metros para compra de bebidas, comidas e produtos licenciados do Rock in Rio. De acordo com a organização, serão mais de 350 atrações.

    Além do já anunciado Espaço Favela, com shows diários de artistas de comunidades, a área de música eletrônica foi renovada e passa a se chamar New Dance Order.