Fonte: OpenWeather

    Samba Manaus


    Sorriso Maroto apresenta novo show no Samba Manaus 2019

    Bruno Cardoso, vocalista do grupo, conversou com o EM TEMPO sobre a nova turnê e o show no Samba Manaus. Ele também adiantou que a banda tem um projeto para fazer na capital amazonense

    A banda é uma das que não pode faltar no Samba Manaus | Foto:

    Conhecido pelos clássicos sucessos “Dependente”, “Assim Você Mata o Papai”, “1 Metro e 65”, “Guerra Fria” e “Futuro Prometido”, o grupo Sorriso Maroto aterrissa na capital amazonense neste sábado (12). A banda é uma das atrações confirmadas no Samba Manaus 2019, maior evento do gênero na região. O festival acontece a partir das 19h, na Arena da Amazônia, localizada na avenida Constantino Nery, bairro Flores, Zona Centro-Oeste de Manaus. Entre as outras atrações do evento estão Ferrugem, Raça Negra, Dilsinho e Thiaguinho.

    O vocalista do grupo, Bruno Cardoso, que no início deste ano foi diagnosticado com uma miocardite (inflamação na camada muscular do coração), conversou com o EM TEMPO sobre a nova turnê baseada no projeto audiovisual “Sorriso Maroto Ao Cubo, Ao Vivo, Em Cores”.

    EM TEMPO - Como é o processo de composição das músicas?

    Bruno Cardoso - Nos inspiramos em coisas do cotidiano na maioria das canções. Histórias vividas por nós ou até mesmo imagináveis. A composição tem um lado que permite ser lúdico, até mesmo fantasioso. A música nos dá essa possibilidade. O que faz ser muito mais emocionante escrever, compor e cantar.

    EM TEMPO - Como foi gravar junto com os “Inimigos da HP”? Há a possibilidade de realizar outras parcerias?

    B.C - Adoramos o Inimigos. São mais de 15 anos de amizade. Já estávamos atrasados em gravarmos juntos. Mas nunca é tarde para estarmos com grandes amigos. A música está sensacional. Vocês vão adorar! Quanto a outras parceiras, quem sabe não vem uma outra callab por aí? Segredo! (risos)

    EM TEMPO - O que acham de Manaus? Qual a sensação de retornar à capital amazonense?

    B.C - Somos suspeitos para falar (risos). Amamos Manaus, amamos a região. Somos muito bem recebidos. Desde a chegada até a partida é recheada de amor. Somos uma banda carioca com um amor manauara batendo no coração.

    O festival acontece a partir das 19h, na Arena da Amazônia
    O festival acontece a partir das 19h, na Arena da Amazônia | Foto: Divulgação

    EM TEMPO - Há possibilidade de realizar um evento comemorativo de aniversário do grupo em Manaus? Visto que há uma grande recepção da banda pelo público amazonense?

    B.C - De aniversário ainda não pensamos, pois envolve calendário propício para conseguirmos marcar uma data como tal, mas temos planos de fazer algo especial na cidade. Do jeito que ela merece. Um show fora dos moldes de festival. Algo com uma entrega personalizada para o público de Manaus. Entretanto, ainda é um estudo. Vamos torcer para rolar no ano que vem. Prometo contar em primeira mão a vocês.

    EM TEMPO - Qual música não pode faltar nas apresentações?

    B.C - 50 vezes

    EM TEMPO - O grupo tem projetos futuros?

    B.C - Sim, o ano que vem será um ano de transformações no Sorriso. A nossa experiência será sensorial. Vamos além da música. Vamos falar do amor de várias formas. Queremos transformar vidas através de histórias contadas e também vividas. Principalmente a partir da minha. Depois do que passei, sinto que é a hora de deixarmos uma mensagem através do Sorriso a todos que me ensinaram a viver. Essa será a nossa missão daqui para a frente.

    Bruno Cardoso, vocalista do grupo, contou sobre os projetos futuros da banda
    Bruno Cardoso, vocalista do grupo, contou sobre os projetos futuros da banda | Foto: Divulgação

    Sorriso Maroto Ao Cubo, Ao Vivo, Em Cores

    Gravado em meados de janeiro na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, o novo projeto do Sorriso Maroto contou com uma estrutura inovadora. Em um cenário em formato de cubo com painéis de luzes coloridas, o grupo, posicionado ao centro sob um pequeno palco quadrado, se apresentou para uma plateia de 300 fãs – tudo isso registrado por aparelhos celulares que transitavam pelo cenário. As participações especiais ficaram por conta de Dilsinho e Ferrugem.

    Sobre a banda

    O Sorriso Maroto surgiu em 1997, que hoje é carinhosamente chamado pelos fãs de “Sorriso”. Bruno Cardoso (voz), Cris Oliveira (percussão e vocal), Sérgio Jr (violão e vocal), Vinicius Augusto (teclado e vocal) e Fred (percussão) se juntaram como uma brincadeira de amigos no Grajaú, bairro tradicional da Zona Norte do Rio de Janeiro, e de lá para cá não pararam de fazer sucesso em todo o país.