Fonte: OpenWeather

    Lançamento de livro


    Livro 'Amazônia à mesa' traz sabores e cores da culinária do Norte

    O lançamento do livro aconteceu na manhã desta sexta-feira (14) e reuniu nutricionistas e educadores para discutir a alimentação com qualidade nas escolas do interior

     

    Neide Rego traz receitas com ingredientes 100% regionais e saudáveis
    Neide Rego traz receitas com ingredientes 100% regionais e saudáveis | Foto: Leonardo Mota

    Manaus – Os sabores da Amazônia estarão reunidos em um único livro. O exemplar “Amazônia à mesa” foi lançado nesta sexta-feira (14), no Café Du Musa, Centro de Manaus. A obra traz mais de 40 receitas que destacam a culinária amazônica. O evento reuniu nutricionistas, educadores, merendeiras e gestores envolvidos na merenda escolar. 

    Todas as receitas utilizam produtos da região Norte, da sociobiodiversidade e da agroecologia da região amazônica em seu preparo. A iniciativa possibilita comunidades ribeirinhas, indígenas e quilombolas à venda e produção destes alimentos.

    Durante o lançamento a nutricionista autografou os livros dos participantes
    Durante o lançamento a nutricionista autografou os livros dos participantes | Foto: Leonardo Mota

    Entre os produtos em destaque estão o tucumã, o açaí, urucum, cariru e os derivados da mandioca, como castanhas, pirarucu de manejo, jaca, cupuaçu e banana da terra. A obra também traz informações relevantes sobre organização da cozinha e higiene, nutrição e alimentação saudável, e dicas sobre a utilização do açúcar, sal e gordura.

    Todas as receitas, que compõe o livro, foram desenvolvidas a partir de oficinas realizadas pela nutricionista e pesquisadora Neide Rigo com merendeiras e nutricionistas de escolas rurais dos municípios de Laranjal do Jari (AP) e Lábrea (AM). A nutricionista explica como foi o processo de elaboração da obra.

    "

    “Foi uma alegria imensa fazer esse livro. Eu logo pensei ‘não vou dar conta, eu conheço a Amazônia, mas não dessa forma’, no fim, encarei. Precisei conhecer a realidade de cada lugar antes de ministrar as oficinas. A gente construiu junto, com quem produz, com muita conversa. Conhecemos o que está sendo servido na merenda escolar. Fizemos uma mescla dos sabores amazônicos e construímos as receitas. A ideia do livro é tentar usar o mínimo de produtos industrializados e em maior quantidade do que é encontrado em feiras, principalmente a mandioca que é alimento emblemático para o Brasil” "

    Neide Rigo, Nutricionista e pesquisadora

    O livro visa também beneficiar as crianças de comunidades por meio da merenda escolar. Com isso, o custo logístico da alimentação escolar com alimentos tradicionais e de qualidade reduz, gera renda e fortalecimento territorial. “As merendeiras que tiverem acesso às receitas farão merendas de qualidade e utilizando produtos saudáveis e de baixo custo”, afirmou Neide.

    Livro estimula a inserção de produtos da sociobiodiversidade e da agricultura familiar na alimentação escolar do Norte
    Livro estimula a inserção de produtos da sociobiodiversidade e da agricultura familiar na alimentação escolar do Norte | Foto: Leonardo Mota

    Em parceria com as comunidades nos interiores dos estados do Norte, a pesquisadora afirmou o compromisso com outros projetos e destaca também o trabalho de produtores. “A cada viagem que eu faço eu me surpreendo com as grandes possibilidades na gastronomia. O livro reflete bem isso e também a minha admiração. Temos grandes produtores e poderíamos sim usar mais esses alimentos saudáveis”, concluiu.

    As merendeiras Romeires e Gisélia compartilharam os conhecimentos adquiridos na criação das receitas que compõem o livro. "Quero agradecer pela oportunidade, por ser escolhida. Aprendemos muitas coisas em Lábrea com a pesquisadora. Vamos levar tudo o que aprendemos para as crianças na escola", disse a merendeira do município de Lábrea, distante 701 quilômetros de Manaus. 

    Merendeiras destacam a importância do livro para a alimentação de crianças
    Merendeiras destacam a importância do livro para a alimentação de crianças | Foto: Bruna Oliveira

    "Nós, merendeiras, trabalhamos por amor. Cozinhar para 300 crianças, em média, é uma dádiva. Sempre buscamos fazer coisas de qualidade. Esse livro vai nos ensinar a valorizar o que temos de melhor no Norte, que é rico em alimentos", disse Romeires que atua há 11 anos no município de Laranjal do Jari, no Amapá. 

    O projeto tem parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) e Comissão de Alimentos Tradicionais dos Povos da Amazônia (Catrapoa), coordenada pelo Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas e o Ministério da Educação (MEC). 

    Sobre Neide Rigo

    A pesquisadora Neide Rigo é nutricionista formada pela Universidade de São Paulo – USP, trabalha de forma autônoma em pesquisa, experimentação e divulgação de ingredientes. Por 20 anos escreve sobre comida para a Revista Caras e há 7 anos escreve para o caderno "Paladar" do jornal O Estado de São Paulo. 

    Neide ministra palestras sobre alimentação saudável
    Neide ministra palestras sobre alimentação saudável | Foto: Leonardo Mota

    Há 12 anos, Neide escreve para o  blog pessoal chamado "Come-se". O objetivo desta plataforma é apresentar aos leitores, muitos alimentos desvalorizados e suas formas de preparo. Ela também já foi curadora do "Projeto Comer é Mais" e "Comer é Panc" somados quatro anos.

    A nutricionista é referência quando o assunto são as "Pancs- Plantas Alimentícias não Convencionais". Ela afirma que todas as plantas que são de comer interessam. Ela joga na panela, experimenta, cria as receitas e compartilha em seu blog.

    Voltado para os estudantes 

    O evento reuniu nutricionistas, merendeiras e gestores públicos ligados à alimentação escolar
    O evento reuniu nutricionistas, merendeiras e gestores públicos ligados à alimentação escolar | Foto: Leonardo Mota

    O livro tem como proposta somar com as ações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), gerenciado pelo FNDE. O programa repassa recursos para a aquisição de produtos que garantem a alimentação de mais de 40 milhões de estudantes de todas as escolas públicas brasileiras. Cerca de 30% do valor repassado deve ser investido na compra direta de produtos da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações.

    O livro também está disponível em versão digital. Baixe aqui.