Fonte: OpenWeather

    Carnaval 2020


    Escolas de Samba do Grupo Especial de Manaus desfilam neste sábado

    O desfile das Escolas de Samba de Manaus acontece neste sábado (22), no Sambódromo

    O desfile acontece no sambódromo de Manaus
    O desfile acontece no sambódromo de Manaus | Foto: Arquivo EMTEMPO

    Manaus - As oito escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval de Manaus levarão para a avenida, no próximo (22) dia de fevereiro, “Devoção cristã”, “levantamento histórico”, “Turismo no Amazonas”, “Cultura regional” e “Inclusão social”. O desfile acontece no Sambódromo, localizado na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, Zona Oeste. 

    E para você ficar por dentro, o Portal EM TEMPO preparou um resumo contendo enredo, horário de entrada e curiosidades sobre cada escola. Confira.

    O Santo Jorge de Capadócia será homenageado pela escola
    O Santo Jorge de Capadócia será homenageado pela escola | Foto: Divulgação

    Primos da Ilha e a devoção à São Jorge

    Após desfilar debaixo sobre forte chuva no ano passado, o presidente da Primos da Ilha traz como tema neste ano: “A Promessa - Da Capadócia aos tambores africanos, Salve Jorge!”.

    Segundo o presidente, a escolha do tema é devido a promessa que realizou antes da entrada da escola na arena em 2019. A escola é a primeira a se apresentar neste ano, tendo entrada marcada para às 20h.

    “Debaixo de uma chuva torrencial, em pranto ao lado da linha amarela, minutos antes do nosso desfile, olhei para o céu e pedi – ‘Meu São Jorge, guie minha escola nos 70 minutos de desfile e não deixe que mal nenhum aconteça. Que em promessa lhe honrarei com o enredo em 2020’”, explicou o presidente.

    Unidos da Alvorada irá levantar várias bandeiras em defesa de pessoas socialmente excluídas
    Unidos da Alvorada irá levantar várias bandeiras em defesa de pessoas socialmente excluídas | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Unidos do Alvorada e a inclusão social na Arena

    Trazendo uma reflexão sobre inclusão social, a Unidos da Alvorada entra na avenida com o tema ‘’Oi, eu estou aqui! Alvorada com um cromossomo a mais mostra que ser diferente é normal”. A escola entra no Sambódromo a partir das 21h20.

    Em parceria com Tathi Piancastelli, atriz, modelo e primeira pessoa com síndrome de Down a escrever e protagonizar uma peça de teatro em Nova York, a escola se inspirou na trajetória da atriz para compor o enredo.

    “Nosso objetivo é mostrar que o preconceito criado do conceito de normalidade é uma questão muito de ego e também de discriminação e de desclassificar o ser humano, pois perante Deus todos somos iguais”, comentou Alexandre Gald, carnavalesco da Unidos da Alvorada.

    Além da síndrome de Down, a escola tem o objetivo de conscientizar a população levantando a bandeira de várias classes e movimentos sociais, como o autismo, a luta dos negros e indígenas. Assim como também se posiciona contra a intolerância religiosa, homofobia e feminicídio.

    Escola encanta com organização e ritmo
    Escola encanta com organização e ritmo | Foto: Leonardo Mota

    Andanças de Ciganos e a história do leite

    Com o tema o “Leite - O Líquido Da Vida No Deleite Do Carnaval’’, a Andanças de Ciganos entra na avenida às 22h40. Com um enredo vasto, a escola fará uma viagem pela história, passando pelos tempos escravocratas até a atualidade, narrando também sobre contos

    gregos e bíblicos.

    ‘’A história da criação da via láctea é um dos exemplos: O primeiro ponto do desfile ilustra uma parte da mitologia grega, e conta o mito de que Zeus teria deixado o bebê Herácles se alimentar no seio de Hera enquanto ela dormia. Assustada, Hera se afastou da criança ao acordar e deixou o leite jorrar, criando assim a Via Láctea’’, comentou Roberto Araújo, da comissão da Andanças de Ciganos.

    A escola acredita que o Amazonas precisa estar de braços abertos para o turismo e para o mundo
    A escola acredita que o Amazonas precisa estar de braços abertos para o turismo e para o mundo | Foto: Lucas Silva

    O turismo no Amazonas, segundo a Reino Unido

    Com 13 títulos e em busca do pentacampeonato, a Reino Unido da Liberdade irá enaltecer os vários tipos de turismo da região na defesa do título de atual campeã. A “Gigante do Morro” entra a partir de meia-noite.

    Em entrevista para o Portal EM TEMPO, o presidente da escola Reginei Rodrigues esclarece que a Reino Unido entrará na avenida contando um pouco da história do turismo regional e mostrando suas diversas facetas.

    ‘’Nós dividimos nosso desfile em quatro setores: o primeiro falará do Ecoturismo, onde mostraremos nossas matas, nossos peixes e belezas naturais; o segundo trará consigo o turismo gastronômico, onde trataremos dos peixes, do açaí, do cupuaçu; o terceiro contará mais sobre o turismo religioso, trazendo nossos festejos de Nossa Senhora do Carmo, Nossa Senhora do Rosário, entre outros; e por fim o quarto mostrará nosso turismo cultural, com os festivais de Parintins e de Ópera, além das cirandas de Manacapuru’’, explicou o presidente.

    Escola esbanja alegria e animação com tema manauara
    Escola esbanja alegria e animação com tema manauara | Foto: Divulgação

    O orgulho amazonense da Grande Família

    Entrando a partir das 1h20 no Sambódromo, A Grande Família irá relembrar ao povo amazonense a riqueza da terra com o tema: “Sou manauara... Há 350 anos sentindo orgulho do meu chão”. A escola irá retratar o sentimento das pessoas que nasceram e que vivem Manaus, mostrando seus costumes, a culinária e o cotidiano.

    O enredo começa com a Manaus antiga, na época dos portugueses, passa pelo ciclo da borracha, trazendo também a visão dos imigrantes que fixaram moradias em Manaus. Trata dos sabores tipicamente manauaras, que a terra oferece, e finaliza o desfile falando do orgulho de ser manauara.

    Neste ano, com seu enredo ‘’Rituais’’, a agremiação enaltece os vários tipos de crenças e costumes
    Neste ano, com seu enredo ‘’Rituais’’, a agremiação enaltece os vários tipos de crenças e costumes | Foto: Arquivo EM TEMPO

    O "renascimento ritualístico" da Aparecida

    Enaltecendo os vários tipos de crenças e costumes, a Mocidade Independente de Aparecida detém o maior número de títulos no Carnaval de Manaus, com 22 conquistas. Neste ano, com o enredo ‘’Rituais’’, a agremiação entra na avenida a partir das 2h40.

    O atual carnavalesco e ex-presidente da escola, Saulo Borges, revelou que o enredo tem tudo a ver com o momento que a agremiação vive. Ele conta que há alguns anos, a escola passou por dificuldades relacionadas à crise financeira que abateu o país.

    ‘’A Aparecida sempre fez desfiles muito luxuosos e cheios de detalhe, com alegorias e fantasias cheias de acabamento. Quando a crise chegou, tivemos que fazer diversos cortes para que pudéssemos continuar em nossa trajetória’’, explicou o carnavalesco.

    Por isso, na opinião de Saulo, os rituais, que desde o início dos tempos se fazem presentes na história da humanidade e descrevem justamente o processo dos sacrifícios para que depois se alcance a glorificação, estão relacionados com o momento de renovação da escola.

    Para o Carnaval 2020, a escola Vitória Régia contará com 22 alas
    Para o Carnaval 2020, a escola Vitória Régia contará com 22 alas | Foto: Divulgação

    Homenagem da ‘Verde e Rosa’ à Wernher Botelho 

    Dando continuidade à folia do Sambódromo, a Vitória Régia, um dos maiores grupos carnavalescos da cidade com 11 títulos entra na arena do Sambódromo, a partir das 4h. Em 2020, com o enredo ‘’Wernher Botelho é coisa nossa... O abuso é verde e rosa’’, a escola homenageia o estilista e artista plástico Wernher Botelho.

    A ideia do enredo surgiu por meio de Rosana Vieira e Islene Botelho, após a morte do artista plástico. “Vamos levar para a passarela do samba a maravilhosa história de amor à arte e ao folclore do Amazonas e, principalmente, o amor ao próximo”, diz Islene Botelho, que desenvolveu o tema para homenagear o irmão.

    A escola do Coroado busca mais um título
    A escola do Coroado busca mais um título | Foto: Divulgação

    O “Petróleo Verde” da Mocidade Independente do Coroado

    Com oito conquistas, a Mocidade Independente do Coroado sem perder o ânimo encerra o desfile das escolas. Entrando às 5h20 com o enredo ‘’Do barro ao petróleo verde, a Mocidade vem coroar o sonho maturo, Iranduba a cidade do futuro’’.

    O Iranduba foi escolhido pelo “Instituto Bem-vindo ao Futuro” para ser o piloto de um projeto ousado e que será uma alternativa para a economia brasileira. Trata-se do Green Petroleum, um combustível não poluente produzido à base de algas.

    “O mundo vive hoje uma busca por combustível não-poluente e renovável. Este é um momento único para o Brasil, pois será o pioneiro na produção deste combustível que o colocará em posição estratégica na economia mundial, além de gerar o combustível, ainda será responsável por eliminar gases geradores do efeito estufa”, assinalou o presidente do Instituto, Jordan Mota.

    “O mundo vive hoje uma busca por combustível não-poluente e renovável. Este é um momento único para o Brasil, pois será o pioneiro na produção deste combustível que o colocará em posição estratégica na economia mundial, além de gerar o combustível, ainda será responsável por eliminar gases geradores do efeito estufa”, assinalou o presidente do Instituto, Jordan Mota, e um dos integrantes da Mocidade Independente do Coroado.