Chuva


Chuva afasta público do Sambódromo nas primeiras horas de desfile

O desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial começou com arquibancadas vazias

Arquibancadas estavam vazias
Arquibancadas estavam vazias | Foto: Bruna Oliveira

Manaus - As primeiras horas do desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial do Carnaval de Manaus, neste sábado (22),  foi marcado pela forte chuva e arquibancadas do Sambódromo vazias.

As arquibancadas estavam com pouca movimentação. Na área de contenção, na avenida, alguns espectadores se protegiam da chuva com sombrinhas e capas.

A agremiação com maior participação do público, até então, é a Unidos da Alvorada, que está na avenida com o enredo ‘’Oi, eu estou aqui! Alvorada com um cromossomo a mais mostra que ser diferente é normal”.

A chuva contribui para afastar as pessoas no começo do desfile
A chuva contribui para afastar as pessoas no começo do desfile | Foto: Bruna Oliveira

Os torcedores da escola lotaram uma arquibancada e, a todo tempo, participam levantando balões nas cores da agremiação e faixas com o tema do enredo.

Após 22h, a chuva deu uma trégua e o público começou a chegar ao Sambódromo. Ainda faltam passar pela avenida do samba sete escolas:  Andanças de Ciganos, Reino Unido da Liberdade, A Grande Família, Mocidade Independente de Aparecida, Vitória Régia e Mocidade Independente do Coroado.