Fonte: OpenWeather

    Carnaval


    Aparecida é a grande campeã do Carnaval de Manaus 2020

    A verde e branca se consagrou vencedora do Carnaval de Manaus

    Aparecida ganha o título | Foto: Foto: Daniel Landazuri

    Manaus – A escola de samba Mocidade Independente de Aparecida é a vencedora do Grupo Especial do Carnaval de Manaus 2020. A agremiação do bairro de Aparecida, na Zona Oeste, levou para a avenida o enredo ‘Rituais’’, onde a escola enalteceu os vários tipos de crenças e costumes.

    A Aparecida se consagrou vencedora do Carnaval de Manaus alcançando 179,9 pontos. Os rituais de diferentes culturas e eras da humanidade foram o tema principal da agremiação do bairro de Aparecida, que foi a sexta escola a desfilar na Avenida do Samba na noite de sábado (22).

    Com 3.500 componentes, contando com quatro carros alegóricos e 23 alas, a agremiação mostrou os rituais de grandes civilizações, como os maias, persas, fenícios, gregos e macedônios, e também os rituais brasileiros, de tribos indígenas e de oferendas a orixás.

    O jornalista Saulo Borges, carnavalesco da Aparecida, comemorou a vitória. “Nós tínhamos quase certeza da vitória, devido ao nosso empenho, dedicação e profissionalismo. 'Rituais' foi uma sugestão de dentro da nossa comissão de Carnaval e compramos a ideia imediatamente. Nos mantemos a única escola de samba penta, e temos dois tetras. 'Rituais' tinha tudo a ver pois passamos por derrotas e até momentos de humilhação, mas nos resignamos, nos vestimos e nos organizamos o rumo do título", disse Borges.

     Desfile

    A escola, organizada em todas as alas, trouxe uma proposta moderna, numa viagem pelo mundo, mostrando os rituais da humanidade, que deram origem a mitos e costumes que formaram a cultura. A agremiação cumpriu seu objetivo e tudo terminou num "ritual de paixão", por parte da torcida.

    Torcida da Mocidade Independente de Aparecida, no sambódromo de Manaus
    Torcida da Mocidade Independente de Aparecida, no sambódromo de Manaus | Foto: Foto: Naylene Freire

    “A emoção é muito grande, mas é um sentimento de dever cumprido. A Aparecida se preparou desde abril, e foi um trabalho árduo de muita responsabilidade, muita dedicação. Quando você trabalha, você tem resultados positivos. Nesse ano que passou nós fizemos muitas modificações para a melhoria do Carnaval da Aparecida, e a consequência é essa. Atribuo esse resultado à união e ao respeito, a todas aquelas pessoas que fazem a Aparecida”, declarou o presidente da Aparecida, Luiz Pacheco.

    Vitórias anteriores

    A escola foi vencedora pela última vez em 2016, com seu enredo ‘’A soberana encontra a Majestade e, nesta passarela, eu nunca vi coisa mais bela’’; um ano antes, em 2015, a agremiação também foi campeã ao levar para avenida o enredo ‘’Aquiri – Orgulho do Brasil’’, em homenagem ao Estado do Acre. Em 2014, a escola saiu vitoriosa com o tema ‘’Centro de Amor, Centro de Vida: História e Alma de Um Povo’’.

    Ao todo, Aparecida tem o maior número de títulos do Carnaval de Manaus, com 22 conquistas. A Mocidade Independente de Aparecida foi fundada no dia 15 de março de 1980, no bairro de Aparecida, na Zona Sul de Manaus, a partir de uma divisão da agremiação "Em Cima da Hora", que contava com uma ala chamada "Alô, Alô Aparecida".

    Decoradora Adriana Cássia
    Decoradora Adriana Cássia | Foto: Foto: Naylene Frere

    Aparecida passou a Reino Unido da liberdade, que buscava o pentacampeonato. A Gigante do Morro foi a segunda colocada com 179 pontos, seguida da Grande Família, que fez 178,9.

    “Todos os presidentes das escolas de samba estão de parabéns pelo empenho de suas comunidades em trazer este belíssimo Carnaval aqui na Avenida do Samba. O resultado final mostrou a união das escolas, buscando realmente um resgate do Carnaval, e o público compareceu em peso nos desfiles, mostrando a força da comunidade. Agora é começarmos o trabalho para o Carnaval 2021", disse o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

     A Vila da Barra foi a campeã do Desfile das Escolas de Samba do Grupo de Acesso A, com 178,6 pontos, garantindo um lugar no Grupo Especial. Presidente Vargas e Acadêmicos da Cidade Alta ficaram em segundo e terceiro lugar, com 177,8 e 177,1 pontos, respectivamente.

    Rebaixada 

    A Mocidade Independente do Coroado foi rebaixada e voltará a desfilar em 2021 pelo grupo de acesso A. A escola entrou na avenida com o enredo “Do barro ao petróleo verde, a Mocidade vem coroar o sonho maturo, Iranduba a cidade do futuro”, sobre um projeto de economia sustentável no município da Região Metropolitana de Manaus, que pretende usar algas para produção de combustível. 

    A escola tinha subido neste ano para o grupo especial e teve quatro carros alegóricos, 23 alas e 250 ritmistas na bateria "Coroa de Ouro". 

    O destaque do carro abre alas da escola de samba caiu de uma altura de aproximadamente três metros, no momento que a agremiação estava entrando na avenida do sambódromo, na manhã de domingo (23).