Fonte: OpenWeather

    Livro


    Ilustradora amazonense lança seu segundo livro "Um dia"para crianças

    Segundo Irena, a ideia do livro retrata um dia comum na vida de uma criança, que por meio dos olhos pode se tornar algo extraordinário

    A ilustradora é formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam)
    A ilustradora é formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) | Foto: Divulgação

    Manaus -  Com certeza você já viu o trabalho dela pelo mundo da internet, Irena Freitas é uma jovem ilustradora que produz trabalhos de traços divertidos e inconfundíveis. A profissional realizou o sonho de toda adolescente trabalhando pela Revista Capricho em 2013, além de produzir capas de diversos livros como: Meus Quinze Anos, da autora Luly Trigo e até quadrinhos.  Irena viajou todo o Brasil com seu trabalho e apesar de admitir que seu estilo de desenho mudou um pouco, hoje alcança sua carreira profissional.

    A ilustradora é formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e frequentou a escola de Artes (Savannah College of Art and Design), nos Estados Unidos. Mas Irena se reinventa a cada dia, depois do sucesso do livro “Manaus”, no mês de fevereiro ela lançou seu segundo livro chamado ‘’Um dia” que retrata o dia a dia pelo olhar de uma criança.

    Depois do sucesso do livro “Manaus”, no mês de fevereiro ela lançou seu segundo livro chamado ‘’Um dia”
    Depois do sucesso do livro “Manaus”, no mês de fevereiro ela lançou seu segundo livro chamado ‘’Um dia” | Foto: Divulgação

    Irena conta que desde pequena já gostava de desenhar, mas foi na faculdade que se aprofundou no ramo e percebeu que dava para viver do mundo dos desenhos.

    “Comecei a pegar trabalhos de ilustração ainda na faculdade e por mais linear que as pessoas vejam a minha carreira internacional, ela começou devido os trabalhos que eu já fazia no Brasil. Os clientes foram me conhecendo por meio das divulgações e entrando em contato comigo", revala.

    Livros infantis

    Os livros de Irena ganham destaque por brincar com as divertidas ilustrações sobre as temáticas abordadas, mas não se engane eles também trazem muita cultura e conhecimento aos leitores. Essas foram as características que o clube de assinaturas Leiturinha achou para fazer de “Um dia” um livro infantil.

    “Um dia é um livro de ficção e eu busquei retratar o dia de uma criança pelo olhar dela, ele aborda todos os desenhos voltados para essa temática”, conta.

    Ilustrações divertidas conquistaram o coração da garotada
    Ilustrações divertidas conquistaram o coração da garotada | Foto: Divulgação/ Irena Freitas

    A profissional destaca que apesar de carregar uma carreira de sucesso ela ainda almeja mais. “Eu nunca planejei nada, simplesmente as coisas aconteceram, mas eu sinto que ainda tenho muita coisa para aprender e busco produzir muito mais”.

    A profissional trabalha como home office e ressaltou que na maioria dos seus desenhos os clientes já destacam o que querem, mas em seus produtos autorais ela sempre da sua cara as artes.

    Primeiro livro

    A profissional admitiu que ser escritora nunca foi uma meta em sua vida e nem mesmo um sonho, o trabalho de desenvolver seu primeiro livro “Manaus” começou devido à vontade de escrever pelos lugares que ela já morou.

    “Manaus é onde eu retrato em forma de crônica o meu ponto de vista do cotidiano na cidade. Eu morei em São Paulo e Savannah, mas a editora se encantou por Manaus e começamos o projeto por ele”.

    O livro “Manaus” faz parte da futura coleção de livros chamado “Cidades” que busca produzir cinco livros, escolhendo uma cidade de cada região brasileira, sempre abordando o dia a dia de moradores do local.

    Primeiro livro "Manaus", faz parte da coleção de "Cidades"
    Primeiro livro "Manaus", faz parte da coleção de "Cidades" | Foto: Divulgação/ Irena Freitas

    Diferencial

    Os trabalhos desenvolvidos por Irena tem alcance internacional, seja pelo diferencial na produção ou pelas abordagens, ela explica de onde vem suas inspirações.

    “Sempre quis que as pessoas conhecem o mundo do meu ponto de vista e tenho certeza que consigo passar isso a quem vê. Minha inspiração vem de situações do dia a dia, alguma coisa que eu penso, as vezes sonhos, mas tudo dentro da minha realidade”, descreve.

    Quanto ao reconhecimento de trabalho, ela ressalta que talvez seja um pouco cedo para pensar nisso, devido ao pouco tempo de jornada, mas pretende crescer e com certeza alcançar o espaço que deseja.

    “Eu quero produzir mais, quero continuar na minha área, sinto que ainda não vivi tudo que a profissão oferece. Então com certeza eu busco melhorar e aprender todos os dias. Quero trabalhar por muitos anos e só depois começar a falar de reconhecimento", enfatiza Irene.

     Desenhos mostram o mundo pelo olhar da autora
    Desenhos mostram o mundo pelo olhar da autora | Foto: Divulgação/ Irena Freitas