Literatura


Escritor Alexandre Oliveira e a paixão pelo 'paraíso verde'

Autor de cinco obras publicadas, o escritor Alexandre Oliveira fala do amor pela Amazônia em seus livros

Alexandre fala do amor que sente pelo Amazonas e retrata isso nas obras | Foto: Lucas Silva

Manaus - Ao relatar apego e amor pela Amazônia, Alexandre Azevedo Oliveira, de 79 anos, é o orgulhoso autor do livro ‘’Aventuras de Amor e Ódio na Amazônia’’, sua primeira obra literária. A primeira edição, publicada em 1997, nomeada de ‘’Amor e Ódio no Inferno Verde’’, em referência à expressão popularizada em meados de 1908 pelo autor Alberto Angel, relembra a denominação do naturalista alemão Humboldt para a Floresta Amazônica, ou seja, “inferno verde”.

Conforme lembra Oliveira, a nomenclatura era muito popular no Brasil quando publicou o livro, sendo inclusive utilizado em materiais didáticos do ensino fundamental na época. Com o passar do tempo, ‘’Inferno Verde’’ se tornou uma expressão desatualizada e que causava estranheza aos leitores.

‘’Ao ler o título, um leitor já me perguntou se não seria o ideal utilizar a expressão como ‘’Paraíso Verde’’ para descrever o Amazonas, então percebi que a expressão caiu em desuso’’, conta o autor, exaltando que o termo não tem significado pejorativo, e seria, inclusive, um elogio.

Para o livro em circulação, Oliveira decidiu atualizar o título, que, apesar de estar há mais de 20 anos nas livrarias, ainda trata de assuntos atuais e pertinentes como a devastação da Amazônia e a fragilidade da democracia brasileira.

Obras de Alexandre Oliveira
Obras de Alexandre Oliveira | Foto: Lucas Silva

A obra fictícia passa por três momentos, onde é possível perceber nuances que descrevem o amor e o ódio em todas suas formas. O primeiro momento relata sobre o povo ianomâmis, ameaçado por garimpeiros invasores em reservas florestais que violentavam e exterminavam a população indígena.

O segundo mostra o tráfico de drogas nas cidades de Tabatinga, no Amazonas, e em Letícia, na fronteira do Brasil com a Colômbia. O terceiro momento fala sobre o assassinato e tortura de presos políticos na época do Regime Militar.

Mesmo em contextos impactantes, o autor trouxe momentos românticos e de compaixão. O protagonista participa de uma expedição pela Amazônia e, ao se deparar com os cenários de agressão, não mede esforços em defesa do povo indígena e repudia as demais brutalidades relatadas. A narrativa de amor se divide nos relacionamentos românticos do protagonista e os relatos de amizade e companheirismo.

Os eventos são baseados em experiências pessoais de Alexandre enquanto servia como capitão engenheiro do Exército. Os personagens, conforme conta, são inspirados em figuras reais que receberam nomes fictícios para preservar as identidades. A vivência na época do regime militar resultou em lembranças turbulentas e emocionantes, todas retratadas no livro ‘’Aventuras de Amor e Ódiona Amazônia’’.

Os eventos são baseados em experiências pessoais de Alexandre
Os eventos são baseados em experiências pessoais de Alexandre | Foto: Lucas Silva

Apesar de retratar o cenário que vivenciava durante os anos 60 e 70, em meio à Ditadura Militar Brasileira, Oliveira defende que o livro continua mais atual que nunca. “A questão da devastação da floresta Amazônica ainda é muito debatida e, apesar de ser uma questão velada, o morticínio indígena ocorre até hoje. É preciso que as pessoas tenham conhecimento desses fatos, mesmo que cruéis, para que não repitam a história’’.

Alexandre Azevedo declara que o povo não pode esquecer o que as pessoas sofreram durante a ditadura. Ele cita o atual governo. “Atualmente, temos um governo que faz apologia à tortura e homenageia agressores. Não podemos esquecer do sofrimento por qual o povo passou naquele período, não podemos reviver essa selvageria’’, disse.

“Tenho planos de lançar mais obras, e, em breve, pretendo dar ao livro ‘Reencontro de Amor na Eternidade’ uma nova edição’’, conta o escritor.

Todos os livros estão disponíveis para compra on-line pelo site https://alexandreescritor.com.br/. E “Aventuras de Amor e Ódio na Amazônia’’ está disponível nas livrarias Concorde e Bazar do Livro.