Fonte: OpenWeather

    Carreata


    Carreata comemora o 'Dia Mundial do Fusca' em Manaus

    O "Fusca Clube de Manaus" realiza a carreata, no domingo (21), para reunir, mas com prevenção, os amantes do carro

    A carreata acontece a partir das 9h
    A carreata acontece a partir das 9h | Foto: Divulgação

    Manaus - Devido à pandemia do novo coronavírus, diversos eventos foram cancelados ou readaptados ao novo momento. Foi o que aconteceu com as comemorações ao Dia Mundial do Fusca, celebrado no dia 22 deste mês, que em vezes exposições, como é feito anualmente em Manaus, este ano será realizada uma carreta.

    A 1ª carreata "Volta de Carros Antigos na Cidade de Manaus", realizada pelo "Fusca Clube de Manaus" acontece domingo (21). A concentração acontece, a partir das 8h, na rotatória da avenida do Turismo com a Ponta Negra, Zona Oeste da capital.

    Segundo o presidente do Fusca Clube Manaus, Climário Filho, devido à pandemia da Covid-19 e o decreto do governo, que impossibilita a realização de eventos em espaços públicos com grandes aglomerações, surgiu a ideia de realizar a carreata. 

    Todo ano, "Fusca Clube de Manaus" realizava uma exposição de carros antigos no Largo do São Sebastião, no Centro de Manaus.

    O clube possui mais de 60 associados
    O clube possui mais de 60 associados | Foto: Divulgação

    "Essa é a primeira grande volta dos carros antigos em Manaus, mas pretendemos fazer isso mais vezes. Tivemos essa ideia para que não passe em branco o 'Dia Mundial do Fusca'. O evento tem a obrigatoriedade o uso da máscara," disse o presidente do Fusca Clube Manaus.

    História 

    O clube manauara foi fundado há quatro anos e atualmente possui mais de 60 associados, que se reúnem quinzenalmente, para trocar experiências e admirações por carros antigos.

    "O Fusca vai além de uma de uma paixão nacional. Ele já é admirado mundialmente por todos aqueles que admiram a história dos automóveis, principalmente dos carros clássicos que foram a base para os veículos modernos de hoje em dia", disse Climário Filho.

    Clube foi fundado há quatros anos
    Clube foi fundado há quatros anos | Foto: Divulgação

    Além de Climário Filho como presidente, a diretoria do Fusca Clube é composta por Thiago vice-presidente; Fábio Albuquerque na direção administrativa; Ricardo Borsa como diretor social. Jucem Rodrigues na comunicação e marketing. Sidney Pirangi como diretor financeiro e Kennedy Jacaúna na direção comercial.

    Paixão pelos clássicos

    O automobilismo, por si só, já é um tema bastante atrativo. Incontáveis pessoas adoram carros e outros veículos motorizados. Não é à toa que existem revistas, programas e canais dedicados exclusivamente a esse assunto.

    Rodrigo sempre participa das exposições dos carros antigos em Manaus
    Rodrigo sempre participa das exposições dos carros antigos em Manaus | Foto: Rodrigo Gadelha

    Um destes apaixonados por carros de modelos antigos é o estudante Rodrigo Gadelha, 27 anos. Ele é proprietário de um Volkwagem Parati 1989 e um Ford Pampa 1996.

    “Desde que eu era criança sempre fui apaixonado por carros e, principalmente, pelo antigos. Faz sete anos que tenho uma Parati e tenho muitas histórias para contar com ela. Os maiores investimentos que faço são para mantê-lo sempre funcionando. Já me ofereceram dinheiro por ele, mas algumas das ofertas até me ofenderam, pois as pessoas olham apenas o veículo e não aquilo que ele representa para seu proprietário. Por onde passo, o carro chama a atenção e as pessoas elogiam a forma com que o cuido.sso me deixa feliz”, ressalta

    Dentro disso, há sempre espaço para admirar os automóveis que fizeram história. Quem é apaixonado por carros clássicos, por exemplo, não hesita em pagar uma pequena fortuna para adquirir um Opala conservado e com peças originais.

    A paixão por carros é desde criança
    A paixão por carros é desde criança | Foto: Rodrigo Gadelha

    "Meu pai foi caminhoneiro e teve vários carros e nenhum veículo atual vai trazer essas lembranças maravilhosas que um carro antigo. Qualquer pessoa apaixonada por carro vai falar isso," completou o estudante. 

    Esse tipo de hobby vai muito além de uma paixão. É, também, um contato direto com o passado. São poucas as sensações que se comparam a tirar um carro antigo da garagem para manutenção, ouvir o motor roncar e curtir o saudosismo de uma época em que nem sequer existia injeção eletrônica.

    Dia Mundial do Fusca

    Há 70 anos rodando em terras brasileiras, o Fusca é ainda hoje um dos carros que mais marcou a história, tanto no Brasil como no mundo. Automóvel mais vendido até os dias atuais, o modelo da Volkswagen, criado em 1938, chegou nas fábricas tupiniquins em 1959, deixou de ser produzido em 2003, mas ainda sim faz sucesso e atrai olhares por onde passa. E não é só o dos amantes das quatro rodas. Presente na memória afetiva do povo.

    A data especial passou a ser comemorada em 1987, após clubes de amantes do veículo se reunirem com a Volkswagen. O carro chegou ao Brasil em 1950 com 30 modelos importados e, depois de três anos, passou a ser montado no país com peças vindas do exterior. Sua fabricação nacional começou apenas em 1959, em São Paulo.

    Foram produzidos 3,3 milhões de exemplares de um Fusca
    Foram produzidos 3,3 milhões de exemplares de um Fusca | Foto: Divulgação

    Ele é simpático, atrai sorrisos por onde passa e é, sem dúvidas, o carro mais querido do Brasil. Quase uma celebridade, o fusca é o modelo de carro com mais fãs e seguidores da Volkswagen em todo o mundo. Não é por menos que a montadora cadastrou um dia específico no calendário anual de comemorações para homenagear o seu "besouro". 

    Há quem o ame por tradição familiar, outros, por simpatia. Há quem tenha aprendido a dirigir em um fusca, e os que tenham se acostumado com o fusca do avô. Existem os fãs que gostam de deixá-los idênticos a quando saíram de fábrica. Outros querem abusar da criatividade para estilizá-los. Enfim, o fusca é democrático: agrada a muitos e é um dos veículos mais acessíveis do mercado.

    O Fusca chegou nas fábricas no Brasil em 1959
    O Fusca chegou nas fábricas no Brasil em 1959 | Foto: Divulgação

    O "Fusquinha" era um carro ultrapassado para uma época em que a indústria automotiva e o mundo passavam por grandes mudanças. Três anos depois, em 1996, ele deixou de ser fabricado definitivamente.

    De janeiro de 1959 até o último dia, foram produzidos 3,3 milhões de exemplares de um dos carros mais emblemáticos do país. Para os colecionadores, o Fusca continua sendo "o carro".

    Leia mais:

    Amante de carros antigos? Semana do Fusca acontece em Manaus

    Dia Nacional do Fusca é celebrado com exposição neste domingo no Largo

    Exposição de carros antigos apresenta 300 modelos neste domingo (20)