Fonte: OpenWeather

    Festival de Parintins


    Governo do AM avalia realização do Festival de Parintins em novembro

    O governo emitiu nota e disse que somente irá se pronunciar sobre a realização do Festival após receber um parecer das autoridades sanitárias

    Os bumbás confirmaram a festa para novembro deste ano
    Os bumbás confirmaram a festa para novembro deste ano | Foto: reprodução

     

    Manaus – Após a confirmação do Festival de Parintins, feita, na sexta-feira (10), pelos bumbás Garantido e Caprichosos para os dias 6, 7 e 8 de novembro, o Governo do Amazonas emitiu nota informando que ainda vai se pronunciar sobre o caso e não confirma realização do Festival na data estipulada pelas associações dos bois.

    O governo afirmou que só vai se pronunciar sobre a realização do Festival de Parintins após receber parecer das autoridades sanitárias, as únicas capazes de avaliar os riscos da exposição da população à Covid-19 em eventos do porte da festa popular.

    "Entendemos a relevância do evento para os habitantes de Parintins, de todo o Amazonas e do Brasil, enquanto manifestação cultural e geradora de renda, mas não é possível que tal decisão seja tomada sem o embasamento científico necessário que assegure o maior bem que todos temos: a vida", finaliza a nota.

    O presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato gravou um áudio sobre o anúncio e defendeu a parte econômica do Festival Folclórico de Parintins. 

    O presidente do Boi Caprichoso se pronunciou sobre a decisão
    O presidente do Boi Caprichoso se pronunciou sobre a decisão | Foto: reprodução

    “Foi totalmente pensado e planejado. Nós tivemos o compromisso em anunciar para novembro sabendo que vivemos em uma realidade de pandemia, mas em novembro teremos uma realidade totalmente diferente. Lembrando que o festival não se resume em três dias de apresentação dos bois, mas se apresenta como a principal fonte renda da cidade que dependem do festival para sobreviver. Ano passado foi gerado mais de 10 mil empregos na cidade, onde a indústria é o festival. Vamos fazer com segurança e sem colocar em risco a vida dos nossos brincantes e a vida dos nossos trabalhadores. Do mesmo modo, os turistas que forem para Parintins terão os cuidados de saúde”, afirmou.

    A Diretoria do Boi Garantido emitiu nota sobre o assunto e também defende que novembro é a melhor data para a realização da festa tradicional. 

    “A Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido vem de público afirmar que o anúncio sobre a realização do Festival Folclórico de Parintins 2020 vem em um momento de diminuições significativas e progressivas relacionadas a pandemia do Novo Coronavírus. Como manifestado anteriormente, o Garantido só se colocaria à disposição de realizar o evento, caso houvesse possibilidades sanitárias para isso. As informações técnicas que obtivemos são claras em relação a um cenário ainda mais favorável, e que posterior serão apresentadas.

    Os bois Garantido e Caprichoso entraram em acordo com a data
    Os bois Garantido e Caprichoso entraram em acordo com a data | Foto: reprodução

    O nosso compromisso é também com a saúde de todos nossos brincantes e colaboradores, além da nossa galera. Estamos nos preparando para trabalhar com a maior segurança possível para mostrar ao mundo a força da cultura de Parintins e do Norte como um todo.

    Lembrando ainda que a luta pela promoção do Festival em 2020 é um atendimento direto a centenas de trabalhadores da arte que necessitam do Festival para o sustento dos seus lares, além da importância econômica do município como um todo”. 

    Leia mais: 

    Doadores do Hemoam ganham Pocket Show do Garantido

    De SP à Parintins de bicicleta, torcedor do Caprichoso cumpre desafio

    Festival de Parintins será de 6 a 8 de novembro confirmam bumbás