Poesia


Poema de Thiago de Mello inspira nova instalação poética em Manaus

Já visitou? Instalação é baseada no artigo III do poema 'Os Estatutos do Homem', do escritor amazonense Thiago de Mello

Obra é baseada no artigo III do poema 'Os Estatutos do Homem', de Thiago de Mello | Foto: Divulgação

Manaus - "Fica decretado que a partir deste instante haverá girassóis em todas as janelas". A frase de Thiago de Mello encontrou João Fernandes durante a pandemia e o lembrou que o mundo precisava daquela sensação, segundo ele. O produtor cultural logo teve uma ideia: construir uma instalação baseada no poema de onde a frase pertencia e, assim, levar luz para Manaus, que foi tão afetada durante a crise do novo coronavírus.

A obra fica no interior do Casarão de Ideias, localizado na rua Barroso, 279, Centro de Manaus. Quem se interessar por visitar, não precisa pagar nada. Basta que compareça ao local entre às 15h e 19h de quarta à domingo. A instalação foi inaugurada no início deste mês de julho e deste então tem sido um sucesso. Fernandes, que é o criador da obra e dono do local, diz que já recebeu cerca de 150 pessoas em pouco mais de duas semanas. 

João acredita que os girassóis emanam luz
João acredita que os girassóis emanam luz | Foto: Divulgação

"A recepção do público tem sido maravilhosa. Pensamos a instalação não como exposição, mas como instalação porque as pessoas têm mais interação. Não é nada que ela vai só para olhar. Ela pode criar uma relação de registro e tirar foto, ou até mesmo jogar um jogo que faz parte da obra. Pensamos nessa questão tecnológica. Pensamos a arte como essa contemporaneidade e de que maneira pode interferir nas pessoas. Temos visto que elas se completam", conta o criador da obra.

A semente do girassol

A ideia para a obra veio em um mundo bem difícil para João Fernandes, segundo ele próprio. Durante a quarentena, quando Manaus enfrentava seu pico na pandemia, a semente para a criação brotou na mente do artista.

João é artista, produtor cultural e dono do Casarão de Ideias
João é artista, produtor cultural e dono do Casarão de Ideias | Foto: Divulgação

"Quando começou o isolamento, o Casarão [o qual pertence à Fernandes] encerrou suas atividades no dia 16 de março. Todos os colaboradores ficaram em casa, mas continuei vindo trabalhar. Até para manter minha rotina de horário e funções. Aqui temos plantas e gatos, então tinha que alimentar todo mundo. E aquela coisa de vir todo dia para o Casarão e o encontrar vazio me criava essa sensação de que em algum momento eu precisava de alguma forma iluminar o espaço. Fazer com que as pessoas recebessem luz. Começou a ideia em abril, quando sentimos que nosso retorno não seria imediato", explica ele.

Por que Thiago de Mello?

Fernandes diz que antes mesmo de pensar  ideia da instalação, ele já tinha uma ligação com o artigo III do poema 'Os Estatutos do Homem', do poeta amazonense. 

"Eu já conhecia o poema e lembrei dele quando estive ano passado em uma visita à Assembleia Legislativa do Amazonas. Lá tem o poema em um painel. Fiquei olhando e fiz uma foto. Na selfie saiu o artigo III. Essa foto ficou guardada e agora, durante a pandemia, eu a reencontrei e pensei 'é isso", afirma o artista.

Fernandes lembra que 'Os Estatutos do Homem' foram escritos por Thiago de Mello no período de pós-ditadura. Segundo ele, o autor pensava aquele momento "como as pessoas iriam se reencontrar com as outras, com o mundo". E João percebeu que aquela sensação casava com o momento da pandemia, de retorno ao mundo.

"Acredito que escolhi também pelo símbolo. A questão dos girassóis que estão ali em busca do sol e que representam uma energia boa. Esse girassol que está sempre pronto, que resiste. E aí o artigo diz que os girassóis irão se abrir mesmo em lugares de sombra. Penso que é isso, porque vivemos muitos lugares de sombra durante o confinamento. Cada um à sua maneira", comenta o produtor da obra.

Fitas de LED foram usadas para compor a instalação
Fitas de LED foram usadas para compor a instalação | Foto: Divulgação

Apesar do encontro 'mágico' com o poema de Mello, João diz que já o conhecia desde criança, e, quando se mudou para Manaus, passou a admira-lo.

"Conheço o Thiago de Mello desde antes de vir morar no Amazonas. Moro aqui há 17 anos, mas já sabia da poesia e dos contos quando morava no Ceará, porque passavam matérias sobre a Amazônia e eu ouvia falar da escrita dele. Aqui em Manaus eu tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente, de conviver alguns momentos com ele, então, na verdade, só reforçou o que eu já sentia pela sua obra", afirma Fernandes. 

Sobre o Casarão de Ideias

O Casarão de Ideias, segundo sua própria definição, é uma associação cultural sem fins lucrativos cuja finalidade é a promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico. Hoje a entidade desenvolve as mais diversas atividades culturais, um lugar para todas as artes.

Leia mais:

Vídeo: Zoológico do Cigs é espaço de lazer em Manaus

Circuito Cultural oferece opções gratuitas em Manaus

Homenagem aos nove anos da morte da cantora Amy Winehouse