Fonte: OpenWeather

    Ano Novo


    Devido à pandemia, Manaus pode não ter tradicional festa de réveillon

    A tradicional festa com queima de fogos e atrações musicais está sendo analisada pela Prefeitura de Manaus, devido à pandemia do coronavírus

    Queima de fogos na Ponta Negra em 2020
    Queima de fogos na Ponta Negra em 2020 | Foto: Divulgação

    Manaus – Assim como em outras cidades do país, o público amazonense pode não receber a tradicional festa de Réveillon em Manaus este ano. Com a flexibilização da quarentena na capital, a Prefeitura de Manaus determinou um novo cronograma para realização de eventos, o que ainda não inclui os de grande porte.

    Conhecido pelo numeroso público e pelas atrações musicais, a realização do evento está sendo estudada pela Prefeitura de Manaus, responsável pelo planejamento da festividade.

    Procurada pelo EM TEMPO, a Prefeitura de Manaus afirmou que "está analisando a realização do evento, assim como do aniversário da cidade. Nos próximos dias, a decisão será divulgada pela gestão municipal".

    Vale lembrar que o Amazonas, sendo Manaus a mais atingida, chegou a ser o epicentro do novo coronavírus no Brasil. Atualmente, conforme o último boletim, divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) na terça-feira (28), o estado possui 98.118 casos confirmados da doença e 3.236 mortes.

    Em 2020, o réveillon ocorreu em três pontos de Manaus: Complexo Turístico da Ponta Negra, zona Oeste; Educandos, zona Sul; e Shopping Phelippe Daou, zona Leste. Mais de 340 mil pessoas presenciaram as festividades. Apenas na Ponta Negra, 250 mil pessoas ocuparam a praia, calçadão, escadaria do anfiteatro e entornos.

    Ao todo, mais de 20 atrações musicais passaram pelos três palcos principais em 2020, totalizando cerca de 30 horas de programação. Jerry Smith, Guto Lima, Uendel Pinheiro, Banda Impakto e Canto da Mata foram os destaques da virada do ano. Nos locais, houve a queima de fogos com duração de cinco a oito minutos.

    Outras cidades do Brasil, como São Paulo, cancelaram a tradicional festa. Já no Rio de Janeiro, a festa de réveillon deste ano não foi cancelada, mas terá que ser reformulada, por causa da pandemia de covid-19. Um formato digital é estudado.

    Público acompanha queima de fogos na Ponta Negra
    Público acompanha queima de fogos na Ponta Negra | Foto: Daniel Landazuri

    Realização de eventos

    O Governo do Amazonas publicou um novo cronograma de funcionamento das atividades não essenciais no estado, que passou a valer nesta segunda-feira (27). Até domingo (26), mais de 3,2 mil pessoas morreram por conta da doença no Estado, e outras 96 mil foram infectadas, de acordo com o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

    Eventos sociais foram inclusos no calendário, desde que obedecido o limite de 50% da capacidade do local do evento, respeitado o limite máximo de 200 pessoas, com término até meia-noite, além do cumprimento das orientações de distanciamento, higiene, e protocolos estabelecidos pela FVS-AM.

    Também foram autorizadas apresentações de artistas ao vivo em restaurantes, bares, eventos sociais, espaços culturais e orquestras, respeitando-se o distanciamento mínimo de 1,5m entre os músicos e de 2m entre os músicos e os clientes, com limite máximo de 200 pessoas.

    Leia mais:

    Novo decreto determina horários de funcionamento para eventos no AM

    Em Manaus, bares são interditados por desobedecerem restrições

    Cinemas não abrem e Governo do AM adia retorno para setembro