Fonte: OpenWeather

    Cinema


    ‘Uma Linda Mulher’ completa 30 anos de sucesso

    Sucesso dos cinemas, o filme permanece como a comédia romântica de maior bilheteria de todos os tempos

    Richard Gere e Julia Roberts em cena de Uma Linda Mulher
    Richard Gere e Julia Roberts em cena de Uma Linda Mulher | Foto: Divulgação

    Referência no mundo cinematográfico, o clássico "Uma Linda Mulher’’ estreava há 30 anos nas telonas e marcava uma geração através da trilha sonora ‘’Oh, Pretty Woman’’, de Roy Orbison, que também inspirou o título do filme, e das cenas icônicas que a protagonista performa. 

    Escrito por J. F. Lawton e dirigido por Garry Marshall, o filme é estrelado por Richard Gere e Julia Roberts. O enredo de "Uma Linda Mulher’’ se concentra na prostituta de Hollywood Vivian Ward, que é contratada por um rico empresário, Edward Lewis, para ser acompanhante em várias funções empresariais e sociais.

    Mesmo após três décadas do lançamento, "Uma Linda Mulher’’ permanece como a comédia romântica de maior bilheteria de todos os tempos (US$ 463 milhões) e a de maior público nas salas (mais de 42 milhões de espectadores).

    | Foto: Divulgação

    Considerado por muitos críticos de cinema como o filme de maior sucesso no gênero de comédia romântica, a obra ganhou destaque mundial e permanece no coração do público até hoje.

    Andreza Miller, 26, relembrou as cenas marcantes de ‘’Uma Linda Mulher’’ com o EM TEMPO, e destacou as favoritas. ‘’A cena em que a Julia Roberts é maltratada pelas vendedoras e depois volta para dar uma lição nelas é uma das minhas prediletas’’.

    Richard Gere tocando piano também é um dos momentos significativos para Andreza, e a produção dessa cena revela o motivo. O ator contribuiu diretamente com a trilha sonora, e a música que o personagem interpreta foi idealizada pelo ator, que compôs e realmente tocou o piano no filme.

    Naylene Freire, 30, recordou a cena em que Vivian acorda no quarto de luxo onde Edward está hospedado e utiliza a banheira. "É algo simples tomar um banho de banheira, mas para ela foi algo de outro mundo’’.

    | Foto: Divulgação

    A mesma cena é amada por Desirée Souza, 30, além da outra de Julia Roberts cantando "Kiss", de Prince, complementa o momento. "A parte da joia e da roupa, quando ele bate na mão dela também é ótima’’.

    Crítica

    Amado pelo público, o filme recebeu críticas mistas pelos especialistas. O site Rotten Tomatoes, agregador de críticas de cinema e televisão, relatou que 62% de 55 críticos de cinema deram ao filme uma revisão positiva, mas recebeu uma avaliação média de 5,7 de 10. 

    O site resume o filme como "uma fantasia fraca, mas a comédia, a trilha sonora e o elenco do filme podem superar as expectativas’’. O Rotten Tomatoes relata que Owen Gleiberman, crítico do Entertainment Weekly, deu ao filme um D, afirmando que o filme "finge ser sobre como o amor transcende o dinheiro" e que "é realmente obcecado com símbolos de status".

    | Foto: Divulgação

    Carina Chocano, do The New York Times, disse que o filme "não era uma história de amor, era uma história sobre dinheiro. Sua lógica dependia de uma desconexão entre o personagem e narrativa, entre imagem e significado, entre dinheiro e valor, e isso não o tornou uma incompetência tradicional, mas bem pós-moderna".

    Apesar dos comentários da crítica, o desempenho de Julia Roberts recebeu um Globo de Ouro e uma indicação para o Oscar de Melhor Atriz. Além disso, o roteirista J. F. Lawton foi nomeado para um prêmio do Writers Guild of America Award e um BAFTA.

    Curiosidades do filme

    Quando todas as outras atrizes recusaram o papel, Julia Roberts, aos 21 anos, ganhou o papel de Vivian não só pelo talento, mas por falta de opção dos produtores.

    A atriz era relativamente desconhecida na época, com exceção do papel de coadjuvante indicado ao Oscar no filme Steel Magnolias (1989). O desempenho em Uma Linda Mulher tornou Julia Roberts uma das "queridinhas’’ de Hollywood.

    Pôster de Uma Linda Mulher
    Pôster de Uma Linda Mulher | Foto: Divulgação

    No pôster de divulgação do filme, o corpo que aparece não é de Julia Roberts e sim, da dublê de corpo Shelley Michelle. A mesma duble é utilizada em algumas cenas do filme.

    A cena em que Edward flagra Stuckey (Jason Alexander) tentando investir contra Vivian e os dois trocam agressões, foi mais real do que deveria: Gere quebrou um dos dentes molares. Na gravação, é possível perceber o ator passando a língua no local para avaliar os estragos.

    A comédia romântica foi inicialmente concebida para ser um drama sombrio sobre prostituição em Los Angeles na década de 1980.

    O presidente da Disney Studio, Jeffrey Katzenberg, que insistiu para o filme ser reescrita como um conto de fadas moderno com qualidades de uma história de amor, em vez de ser o drama sombrio que foi originalmente desenvolvido.

    Leia mais:

    'O Milagre na Cela 7': o fenômeno da Netflix feito para comover

    Conheça ‘Parasita’, que desbancou ‘1917’ e fez história no Oscar 2020

    1917: o longa ‘sem cortes’ que vai levar o Oscar 2020 de Melhor Filme