Programação


Rádio Câmara faz tributo ao mês das crianças com ‘Festa da Bicharada'

A literatura de cordel ganhou espaço especial na programação da Rádio Câmara para comemorar o “Dia da Criança”

| Foto: Divulgação

Manaus - "Quando bode era doutor e cachorro advogado, andava tudo direito, o mundo bem governado, a justiça muito reta, ninguém vivia enganado!”. O trecho em questão faz parte da história conhecida como “Festa da Bicharada”, que será contada de forma lúdica pela jornalista Valdete Araújo, no período de 12 a 16 deste mês, às 13h na Rádio Câmara de Manaus, frequência 105.5 FM. 

A literatura de cordel ganhou espaço especial na programação da emissora legislativa, para comemorar o “Dia da Criança”. A atração terá 11 minutos, e poderá ser acompanhada também pela internet, por meio do link da rádio no http://www.cmm.am.gov.br/. 

A ideia surgiu de uma simples brincadeira e ganhou vida, após receber ingredientes interessantes, como a inclusão de efeitos sonoros para animais com onça, macaco, leão, arara e até um porco embriagado, que é o grande vilão da fábula. 

Esse conto hilário, repassado de pai para filho e até de neto para bisneto, há mais de 50 anos, tem como autor, o saudoso escritor e compositor paulista Arlindo Pinto de Souza. 

Inspiração

Para Valdete Araújo, 48, tudo começou nos anos 1970, durante a infância, no festivo município Óbidos (região Oeste do Pará). As palavras proferidas com autoridade pela avó, dona Ercília, não se apagaram com o tempo e hoje ganham as ondas do rádio em Manaus. 

“Essa é apenas uma das muitas historinhas que eram decoradas e contadas por minha avó, que envolviam personagens da nossa fauna. E de tanto ouvi-las, nós acabávamos memorizando tudo, também. É uma festa, com a participação dos animais mais badalados da floresta”, destaca a jornalista. 

‘Festa da Bicharada’ é uma história hilária organizada pelo chefe do mato, o senhor coelho. O conto destaca entre os personagens, o porco, que tenta, de todas as maneiras, acabar com o “alvoroço” provocado pelos animais. 

“Na verdade, o porco não tinha amigos, porque sempre se metia em encrencas. Por isso, os animais mantinham distância do vilão. É uma história que, geralmente, eu conto pessoalmente, mas a experiência da apresentação feita do estúdio da rádio, certamente vai mexer com as pessoas, como mexeu comigo”, arrisca Valdete.

Hábito

De acordo com o psicólogo Alexandre Romano, 45, que trabalha com crianças há mais de 25 anos, a literatura infantil é de suma importância para o desenvolvimento humano, principalmente quando ela é trabalhada nos primeiros anos de vida de uma pessoa, por meio do hábito da leitura, que precisa ser interpretativa, lúdica e passar algo positivo para a criança. 

“Nessa fase, o adulto deve ler e interagir e, ao fim da história, fazer perguntas sobre os personagens, para interpretar a história que ele leu. Aí, sim, vai começar a inserir a criança no mundo da literatura. Quanto mais histórias as crianças escutam, de preferência, interpretando junto ao adulto, mais desenvolvimento moral elas vão ganhando, para, futuramente, desenvolver atividades mais complexas quando se tornam adultas”, afirma Romano, que é profissional de educação física, doutorando em psicologia e atual chefe da divisão de educação infantil na Secretaria Municipal de Educação (Semed). 

Benefícios

Na análise da pedagoga Ana Paula Oliveira, 36, todo trabalho que envolve gêneros literários vem ao encontro do desenvolvimento humano, tanto de crianças quanto de adultos. E as histórias em cordel, em especial, trazem elementos lúdicos que contribuem para a expansão da criação e imaginação. 

“No cotidiano da vida das crianças e dos adultos, desenvolver criação e imaginação traz benefícios como a melhoria da comunicação e a busca de soluções para os problemas do dia a dia”, explica Ana Paula, que é especialista em Educação Infantil e mestre em Educação, com 13 anos de atuação na área. 

Aproximação

A Rádio Câmara Cidadã de Manaus está no ar desde junho do ano passado, com uma programação diária, que inclui desde a transmissão ao vivo das sessões plenárias, a programas sobre cultura, empreendedorismo, cidadania e informação em geral. 

A programação da Rádio faz parte do conjunto de estratégias adotadas pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva (Patriota), de aproximar, cada vez mais, a casa legislativa do cidadão manauara.

“Nosso desafio é deixar a Câmara Municipal mais próxima do cidadão e a comunicação é essencial nesse processo. Meta que, temos colocada em prática, antes mesmo da inauguração da rádio. E, aproveitando o que esse importante meio nos proporciona, nada melhor do que usar o espaço também para homenagear nossas crianças, por meio de algo lúdico, que envolve e encanta muita gente, independentemente da idade”, destaca Joelson.

Sobre a jornalista

Valdete Araújo é natural de Óbitos-PA e vive em Manaus há 25 anos. É formada em jornalismo, pós-graduada em Gestão Pública pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e faz parte da equipe da Comunicação da Câmara Municipal de Manaus.

Com informações da assessoria*

Leia mais:

Chega ao fim o casamento de Gusttavo Lima e Andressa Suita

Xuxa critica religiosos que usam nome de Deus para praticar homofobia

Mostra de cinema mantêm viva a memória de personagens amazonenses