Entrevista


Malvino Salvador diz que seu voto em Bolsonaro foi "pragmático"

O ator manauara votou em Bolsonaro, mas mostrou descontentamento com o governo em entrevista

| Foto: Divulgação

Manaus - O ator e empresário manauara Malvino Salvador, afirmou para o jornal Folha de São Paulo, que seu voto em Jair Bolsonaro foi “pragmático”. Agora, ele se vê descontente com algumas ações do governo referentes ao fomento para o setor cultural. 

“Não sou daquela coisa de me abster, votar em branco ou nulo. Acho que a gente precisa votar. O meu voto naquele momento foi um voto pragmático, foi uma escolha que eu fiz diante do que eu via, da minha insatisfação com quem poderia entrar no poder [PT]”, afirmou.

Contudo, Malvino Salvador disse que não significa que goste da gestão. “Isso não quer dizer que eu apoie a outra pessoa [Bolsonaro]”, falou.

“O que eu venho percebendo é uma tentativa de vilipendiar a cultura. Não entendem que é preciso haver fomento. É preciso se pensar na cultura como se pensa no agronegócio e em outras áreas importantes, é preciso injetar dinheiro. O que me angustia nesses últimos anos é perceber uma violência desmedida e descabida contra ela. Virou a Geni”, disse o ator.

Questionado se apoiaria uma eventual chapa formada pelo apresentador global Luciano Huck e pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, ele respondeu: “Acho que qualquer um pode se aventurar na política. E tomara que eu seja surpreendido positivamente.”

Nas redes sociais

Após a entrevista, muitos internautas mostraram insatisfação com a atitude do ex-ator da Rede Globo, que sofreu o chamado “cancelamento” no Twitter. Algumas postagens relembraram as gravações de Malvino Salvador durante as eleições de 2018 e os protestos de 2016.

*Com informações do Jornal Metrópole

Leia Mais:

10 filmes para celebrar o trabalho de artistas negros

Roberto Carlos não gravará especial do globo este ano

Um ano sem Gugu: Campanha 'Gugu Vive' incentiva doação de órgãos