Fonte: OpenWeather

    Cigarra


    'O canto da Cigarra na quarentena': confira a entrevista com Simone

    Em entrevista ao EM TEMPO, a cantora Simone conversou sobre um dos maiores sucessos das festividades de fim de ano e sobre a adaptação ao novo normal

    Simone comemora 71 anos no Natal
    Simone comemora 71 anos no Natal | Foto: Rodrigo Marques

    O fim de ano é sempre uma época mágica para Simone. E comemorando o Natal em meio à pandemia, o meio que ela utilizou para se manter ativa e próxima aos fãs foi através da internet, com lives que ela realiza religiosamente aos domingos, sempre às 18h (horário de Brasília), nos canais oficiais da cantora. 

    Em entrevista ao EM TEMPO, a Cigarra celebrou a música que é fiel em todos lares na época de natal, comentou sobre o período de adaptação com a internet e como lidou com a pandemia. Confira:

    EM TEMPO:  Então é Natal! A música-tema do dezembro brasileiro tem muita história a contar. Há algo em específico que você queira compartilhar sobre essa canção?

    Simone: Há 25 anos que compartilho esta canção. Para quem não sabe (risos), eu nasci no dia do Natal, a minha mãe contava que ouvia o sino da igreja bater enquanto eu nascia, e dia 25 farei uma live.

    | Foto: Nana Moraes

    ET:  O clima natalino já está no ar. Para você, o que essa época significa?

    S: Natal é amor, família, união, paz, harmonia, humanidade, empatia e solidariedade.

    ET: Como foi o período de pandemia para você? Apesar de se manter próxima aos fãs com lives semanais, esse ambiente diferente lhe causa a mesma sensação de shows presenciais?

    S: A pandemia tem sido difícil, tive momentos de perda (perdi uma irmã), sofrimento, mudança, ansiedade, medo; por outro lado me vejo criando, trabalhando muito, revisitando meu repertório, aprendendo. Eu sempre digo que a música salva, o amor salva, estas lives, um show por semana, foram gols para minha alma. Eu não me sinto falando ou cantando para uma maquininha. Não sei muito bem explicar, as lives acontecem e nestas estou com meu público, com meus amigos e família e pedindo que cuidem de si, pois cuidando de si estamos cuidando do todo. “Todo artista tem que ir aonde o povo está “, este foi o formato possível de fazer um show nesta pandemia. A preparação, dedicação e rituais são de um show normal.

    ET: E como foi a adaptação com a tecnologia?

    | Foto: Nana Moraes

    S: Está sendo, e a tecnologia é bem-vinda. Os desafios são diários, aprendo o que preciso para transmitir meus shows semanais. Penso que a vontade de me conectar e estar junto com minha família, amigos, público, neste momento difícil, explica esta adaptação. Eu nem sabia usar WhatsApp (risos).

    ET: Voltando ao início da carreira, a música ainda seria sua primeira opção?

    S: Sim. Para mim, a música é a conexão direta com o superior, com o divino. 

    ET:  E passado esse período de pandemia, o que está nos seus planos?

    S: Eu vivo o momento.

    ET: Manaus pode contar com sua presença em breve?

    S: Com absoluta certeza! Se isso é um convite, já está aceito.

    Vitalidade

    | Foto: Rodrigo Marques

    Do alto de seus 47 anos de carreira, nesta última década, Simone segue ativa e com uma vitalidade de dar inveja para muitos artistas. De 2010 para cá, foram 2 álbuns novos, 4 turnês com dezenas de shows pelo Brasil, América Latina e Europa, além das participações em eventos e colaborações com outros artistas.

    Na voz de Simone, ficaram conhecidos sucessos e versões como “Começar de Novo”, “Então É Natal”, “O Que Será (A Flor da Pele)” e “Iolanda”, além de trilhas de novelas, como a canção de abertura de “Malu Mulher”, exibida pela TV Globo em 1979.

    A música “Cigarra”, que virou também seu apelido, foi um presente de Milton Nascimento, a pedido dela.

    A comemoração dos 71 anos é o início de uma nova fase para Simone. Com equipe renovada, Simone está de portas abertas para os fãs da artista que possui ‘‘o sotaque e timbre mais peculiares da MPB’’.

    Leia mais:

    Fest Art 2020 apresenta “Pinocchio 40 anos: A Fábula da Fada”

    Programação de Natal é destaque do fim de semana em Manaus

    Edição Especial da Feirinha terá circuito de brincadeiras