Fonte: OpenWeather

    Arte


    Livro virtual gratuito conta história sobre a mitologia do povo Desana

    O livro digital conta a história de um missionário luterano que tenta converter uma tribo indígena na Amazônia

     

    A história é de Ademar Vieira, que é jornalista, roteirista e quadrinista
    A história é de Ademar Vieira, que é jornalista, roteirista e quadrinista | Foto: Divulgação

    Manaus - O e-book “O Pajé e o Missionário”, dos artistas Ademar Vieira e Ana Valente, foi lançado gratuitamente no formato Epub através dos perfis dos artistas no Instagram, @anavalente.art e @ademar__vieira.  

    O livro digital conta a história de um missionário luterano que tenta converter uma tribo indígena na Amazônia, mas acaba entrando em uma grande aventura pela cultura do povo Desana, que o faz rever os seus conceitos de espiritualidade.

    A obra é fruto do edital Conexões da Prefeitura de Manaus com recursos da Lei Aldir Blanc e conta com 38 páginas ilustradas. O livro está disponível na internet para download gratuito nas redes sociais da dupla de artistas.

    A história é de Ademar Vieira, que é jornalista, roteirista e quadrinista. Segundo o autor, houve uma intensa pesquisa sobre a cosmologia e a mitologia do povo Desana para embasar a obra.

    “O povo Desana foi um dos povos nativos da nossa região que registrou a sua cosmologia em livros, que hoje são possíveis de serem acessados com certa facilidade. Então, eu parti desse conhecimento para criar o personagem do Pajé Tõrãmu. É através dele, que o missionário Pedro entra em contato com toda essa cultura e nós como leitores também”, contou Vieira.

     

    A obra é fruto do edital Conexões da Prefeitura de Manaus com recursos da Lei Aldir Blanc
    A obra é fruto do edital Conexões da Prefeitura de Manaus com recursos da Lei Aldir Blanc | Foto: Divulgação

    Na história que se passa no início do século XX, Pedro Wagner, um missionário luterano do Sul do Brasil encontra uma tribo Desana, que havia se afastado e tenta evangelizá-la, porém, encontra a resistência de Tõrãmu.

    Os dois se tornam inimigos, até que brigam em terreno sagrado, enfurecendo a entidade Umukoamhsu Boreka, que os condena a ficarem perdidos na floresta, sem conseguirem achar o caminho de volta à aldeia. A partir daí, Pedro percebe que a única forma de sobreviver é se aliando ao pajé e isso passa por aprender o seu conhecimento milenar e sua leitura sobre a realidade amazônica.

    “O Pajé e o Missionário vai além de uma mera divulgação da cultura indígena. É uma história sobre amizade e sobre tolerância religiosa. Duas coisas que estão fazendo muita falta nos dias de hoje para a nossa sociedade”, revelou o autor.

    A ilustradora Ana Valente conta que desenvolveu um estilo novo especialmente para o livro. “Desenvolvi ilustrações que misturam pintura digital com colagem de texturas. Essas texturas dão todo tipo de efeito, de superfícies rochosas a estampas de tecidos. Para finalizar, eu ajusto a iluminação e a tonalidade, de modo a deixar todos os elementos mais orgânicos”, explicou a artista.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Banda amazonense Santrio lança documentário sobre produções autorais

    Zeca Pagodinho faz post sobre 2021: "vem, vacina"

    Assista agora: Anitta faz show de Ano Novo na Times Square