Fonte: OpenWeather

    Folclore amazonense


    HQ amazonense de terror chega às bancas no Dia do Quadrinho Nacional

    Nas páginas de "Contos do Mato", histórias de terror recebem inspiração de lendas indígenas e ribeirinhas

     

    Artistas amazonenses retrataram lendas indígenas e ribeirinhas
    Artistas amazonenses retrataram lendas indígenas e ribeirinhas | Foto: Divulgação

    Manaus – Inspirada em clássicos de terror e idealizada pelo cartunista e ilustrador Gusmão, a coletânea de quadrinhos amazonenses “Contos do Mato” chega às bancas presenciais e virtuais no dia 30 de janeiro - data que comemora o quadrinho nacional - promovendo o folclore amazônico para novos olhares.

    Nas páginas de “Contos do Mato”, histórias escritas e ilustradas por artistas amazonenses contam eventos sobrenaturais, aventuras fantásticas e casos de “visagens”, baseados em lendas indígenas e ribeirinhas.

    Segundo Gusmão, a coletânea tem como objetivo principal estimular o imaginário caboclo nas mentes das novas gerações. “Principalmente na Amazônia Urbana, que acaba por esquecer que nasceu de frente para o rio e em meio à uma floresta rica em fauna, flora e mistérios”, afirmou o ilustrador.

    Inspiração

     

    A inspiração inicial para o projeto surgiu de histórias que Gusmão ouvia do avô, homenageado nos quadrinhos
    A inspiração inicial para o projeto surgiu de histórias que Gusmão ouvia do avô, homenageado nos quadrinhos | Foto: Divulgação

    Alguns dos elementos do folclore amazonense são destaque nas páginas de “Contos do Mato”, como o mito da Vitória Régia. Nela, uma nova versão da clássica lenda aprofunda as personalidades, intenções e motivos da protagonista.

    A inspiração inicial para o projeto surgiu de histórias que Gusmão ouvia do avô, homenageado nos quadrinhos.

    “Meu avô foi delegado entre os anos 40 e 60 na ilha do Marrecão – na Comunidade São Sebastião -, e através das muitas histórias que ele contava, eu criei um personagem inspirado nele”, mas Gusmão pontua ainda que nem sempre as histórias são baseadas em fatos reais, e a fantasia amazônica recebe espaço nessas narrativas.

     

    Diversas histórias contam lendas da Amazônia
    Diversas histórias contam lendas da Amazônia | Foto: Divulgação

    “O Grande Marapá”, irá apresentar uma das aventuras do delegado Oto, mais conhecido como Marapá. Experiente em investigar o sobrenatural nos interiores do Amazonas, a autoridade se depara com o caso de uma mulher sem cabeça, que assombra a ilha do Marrecão.

    Equipe de “Contos do Mato”

    Além da idealização e organização por Gusmão, a coletânea conta também com roteiros e ilustrações de Romahs Mascarenhas, Rafaela Pimentel, Lorenna Souza, Levi Gama, Valdo Alves, Lee Yami e revisão de Luiz Andrade.

    Marcicley Reggo comanda a direção editorial, e o HQ será lançado pela Reggo Editora. O projeto recebe apoio do Edital Prêmio Conexões Culturais – Lei Aldir Blanc, promovido pela Prefeitura de Manaus e pelo Governo Federal, através da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

    “Todos os envolvidos nessa produção são amigos da caminhada artística. Uns já publicam e trabalham com quadrinhos há muito tempo, e outros estão lançando seus trabalhos pela primeira vez”, homenageou Gusmão, dando destaque para Yami Lee e Lorena Souza.

    Processo criativo e lançamento

     

    | Foto: Divulgação


    Além do lançamento do quadrinho físico e digital, a equipe de Contos do Mato promove postagens e lives para levar ao público mais informações sobre os processos criativos por trás da montagem, realização e publicação de uma revista em quadrinhos.

    O conteúdo está disponível no Instagram @contosdomato_oficial. O lançamento do HQ será realizado em formato virtual, com o intuito de evitar aglomerações, e a venda será on-line, com alguns pontos de distribuição presencial.

    "Estamos muito positivos com esse projeto. O cenário de quadrinhos tem crescido bastante na capital, e já estamos, inclusive, trabalhando no segundo volume da HQ", revelou Gusmão.

    Leia mais: 

    Banda amazonense Santrio lança documentário sobre produções autorais

    Zeca Pagodinho faz post sobre 2021: "vem, vacina"

    Assista agora: Anitta faz show de Ano Novo na Times Square