Fonte: OpenWeather

    Grafite


    'Tudo isso vai passar': mural homenageia heróis da linha de frente

    O trabalho idealizado pelo artista visual Jarbas Marinho, conhecido como Lobão, presta uma homenagem aos profissionais essenciais

    default | Foto: Brayan Riker

    Manaus – Quatro personagens começaram a estampar a lateral de um prédio em uma das principais avenidas do Centro de Manaus, a Eduardo Ribeiro. O significado da arte, que homenageia os profissionais que atuam na linha de frente contra a Covid-19, é simples, de acordo com o artista urbano e idealizador do projeto, Jarbas Marinho, conhecido como Lobão: “um gesto de gratidão”.

    Apesar de ainda não estar finalizada – a previsão é que o trabalho na obra termine na próxima terça-feira (9) – a arte já consegue chamar a atenção de quem passa. Os rostos de uma gari, um motoboy, um motorista de transporte coletivo, um médico e uma bioquímica carregam a importância da mensagem “Tudo isso vai passar”, grafitada em parceria com os artistas convidados Edwin Ribeiro, conhecido como Sprok, e Celso Rodrigues, conhecido como Bin, além do produtor cultural Lamartine Silva.

    Dos personagens, Lobão revelou que histórias e pessoais reais inspiraram a arte. “Um amigo, chamado Rafael, representou o motoboy e toda essa classe que foi importante desde o começo da pandemia. O motorista de ônibus, na verdade, é irmão do Sprok, também representando toda essa classe de condutores que não pôde parar por um momento durante todo esse caos”, explicou o artista.

     

    Jarbas Marinho, conhecido como Lobão
    Jarbas Marinho, conhecido como Lobão | Foto: Brayan Riker

    A mulher representando a profissional de limpeza urbana e o setor de serviços de limpeza em geral, segundo o idealizador, foi inspirada em uma trabalhadora que eles conheceram na própria avenida Eduardo Ribeiro.

    "

    Em nome da sociedade manauara, deixo esse gesto de gratidão e um legado para nossa cidade, uma mensagem de esperança em forma de arte, que diz que isso tudo vai passar. Basta a gente ter fé em Deus e crer na ajuda desses profissionais. Haverá dias melhores, dias que vamos poder dar as mãos e nos abraçar "

    Jarbas Marinho, artista urbano

     

    Experiência

    “É uma experiência muito gratificante e inédita, assim como o mural, que é o primeiro prédio a receber uma arte dessa em Manaus, é um sonho que se realiza. De fato dá trabalho, mas é muito gratificante ter a possibilidade de agradecer esses profissionais em nome do povo manauara e passar essa mensagem de esperança”, reforçou.

    Com o uso de sprays de tinta e tinta acrílica, o projeto iniciou no meio de dezembro, e sofreu pequenos atrasos devido ao período de chuvas que atingiu a capital, mas o trabalho na arte permanece firme. “Era uma ideia antiga, mas como surgiu essa pandemia e toda essa crise que nos encontramos, achei importante fazer essa homenagem para esses profissionais essenciais da linha de frente”, afirmou o artista.

     

    Com o uso de sprays de tinta e tinta acrílica, o projeto iniciou no meio de dezembro
    Com o uso de sprays de tinta e tinta acrílica, o projeto iniciou no meio de dezembro | Foto: Brayan Riker

    O mural, que tem 27 metros de altura por 18 de largura, é realizado com apoio do Concurso-Prêmio Manaus Conexões Culturais 2020 - Lei Aldir Blanc, na categoria hip-hop, promovido pela Prefeitura de Manaus e pelo Governo Federal.

    Após a finalização da primeira arte, Lobão também compartilhou a ideia de continuar com o grafite em outros prédios de Manaus. “Já pensou o centro cheio de murais coloridos dando vida ao que antes não tinha ‘vida’", finalizou.

    Mural já está em estágio de finalização | Autor: Brayan Riker
     

    Leia mais:

    Grafite ilumina paradas de ônibus do Centro de Manaus

    Arte urbana: Grafite em vias públicas iluminam cotidiano em Manaus

    Arte e luta: grafiteira manauara transforma mulheres em sereias