Fonte: OpenWeather

    Grafite local


    Documentário sobre grafite manauara ganha teaser de lançamento

    O documentário manauara "Os Traços Urbanos da Floresta" será lançado no YouTube na próxima segunda-feira (15) entrevistando os principais nomes do grafite local

     

    | Foto: Homero Lacerda/Divulgação

    Manaus - O documentário "Os Traços Urbanos da Floresta" divulgou nesta sexta-feira, um teaser que convida o público manauara a conhecer os artistas que colorem as ruas da cidade. O documentário completo será lançado nesta segunda-feira (15) no YouTube. 

    Num formato de obra colaborativa, o documentário nasceu da conversa entre o fotógrafo e videomaker Homero Lacerda e o graffiteiro Arab, codinome de Rogério Arab, que tem uma trajetória madura e produtiva na ampliação da cena amazonense. 

    A inspiração para o documentário nasceu em conversas nos bares do Centro de Manaus, quando constataram que tanto o grafite como arte e o estilo de vida em volta da Arte de Rua tem pouca ou quase nenhuma documentação.

     

    | Foto: Homero Lacerda/Divulgação

    A produção acompanhou os artistas em seus corres artísticos pela cidade, indo desde lugares isolados onde a floresta é a inspiração, indo também onde o grafite mais se consolida: nos muros das favelas. 

    Presença Feminina e Periférica

    Débora Erê, Lore Paes, Gaby, e Zet trouxeram teor representativo para a obra, mostrando as dificuldades, maternidade e machismo dentro dessa cultura que vem se reinventando conforme sua expansão.

     

    | Foto: Homero Lacerda/Divulgação

    Além do grafite, o documentário também investiga as diversas vertentes dessa arte de rua, como pixo, bomb e stickers.. Foram entrevistados os artistas Paradise, Zet, Arab, Liu, Olhinho, Gnos, Alessandro Hipz, Raiz, Máfia, Nixon e Knort.

    Um mural também foi produzido durante as filmagens e contou com a participação de Rosie, Biels e Smith.

    No teaser, um dos entrevistados, Raiz Campos, conta como o grafite consegue também atrair jovens que em outros cenários poderiam ir pra vida do crime ao qual está exposto em sua comunidade. A função social e transformadora dessa arte tão acessível é um dos aspectos mais interessantes da obra. 

     

    | Foto: Homero Lacerda/Divulgação

    "É muito mais que pintura ou material, o grafite tá numa questão de atitude, de se expressar publicamente, ele tem essa categoria de democratizar a arte, de trazer a arte pra todo mundo ver", ressalta Raiz Campos, um dos grandes expoentes da arte na capital amazonense e que também teve seu trabalho documentado na obra.

    O documentário “Os traços urbanos da floresta” foi premiado pela Lei Aldir Blanc - Conexões Culturais 2020, da Prefeitura de Manaus.

     Confira o vídeo

    | Autor:
     

    Leia mais:

    Projeto estimula a arte em alunos de escola da Zona Leste de Manaus

    Arte urbana: Grafite em vias públicas iluminam cotidiano em Manaus

    Grafiteiros amazonenses expõem no Shopping Ponta Negra