Fonte: OpenWeather

    Perda


    Morre Paulinho Faria, o 'Garotinho de Ouro', vítima de Covid-19

    O bordão "Mas, quem é Garantido levanta o braço!", que marcou o Festival Folclórico de Parintins, foi criado por Paulinho Faria

     

    A despedida como apresentador ocorreu em 2001
    A despedida como apresentador ocorreu em 2001 | Foto: Divulgação

    Parintins (AM) – Conhecido como “Garotinho de Ouro”, o ex-levantador de toadas do Garantido, Paulinho Faria, morreu nesta segunda-feira (22), vítima de Covid-19, aos 69 anos, em um hospital particular da capital amazonense. A perda foi confirmada pelo irmão, Zezinho Faria, nas redes sociais.

    Paulinho havia sido transferido do hospital Jofre Cohen, em Parintins (a 269 quilômetros da capital), para Manaus, no dia 4 deste mês, para dar continuidade ao tratamento contra a Covid-19.

    História 

    O bordão "Mas, quem é Garantido levanta o braço!", que marcou o Festival Folclórico de Parintins, foi criado por Paulinho Faria e completa 46 anos neste ano. Criatividade, alegria e improviso eram as marcas do artista, primeiro apresentador do Garantido. Ele assumiu o posto aos 15 anos de idade.

     

    | Foto: divulgação

    Apresentador do Garantido por 26 anos, carregou 24 vitórias, sendo duas delas como apresentador e levantador. Segundo o jornalista Mencius Melo, da Comissão de Arte do bumbá, Paulinho Faria é o maior símbolo de vitórias do Garantido. A despedida como apresentador ocorreu em 2001.

    “Impossível não chorar com a sua perda, o Amazonas precisa te reconhecer como uma das pessoas mais importantes para o crescimento da cultura parintinense no nosso estado. Você me apresentou durante 26 anos, você era praticamente imbatível, foi o melhor apresentador da história do festival, em todos esses anos perdeu apenas uma única vez e honradamente foi para outra lenda, Arlindo Jr”, homenageou o bumbá Garantido nas redes sociais.

    O Garantido também frisou a importância de Paulinho Faria na construção do festival. "O carinho e o carisma com a sua galera era ímpar também. O amor por mim, seu brinquedo, seu boi de pano, estará sempre guardado em meu coração", diz um trecho da nota de pesar do vermelho e branco.

     

    | Foto: divulgação

    O boi da baixa do São José ainda relembrou um episódio que aconteceu durante a despedida do apresentador na Arena. "As duas nações em uma única voz, pela primeira vez, se uniram em coro por aquilo que era a sua grande marca, a contagem de abertura do espetáculo do Garantido".

    Homenagens 

    Internautas fizeram homenagens ao eterno Paulinho Farias. "Conduzia a galera com maestria, sem precisar gritar, forçar a voz, era perfeito, por isso, sempre foi nota 10. Partiu deste Festival para um outro maior, que é o Festival Celestial, junto de Deus Pai Todo Poderoso. Que Deus conforte sua família e amigos. Saudades eternas do Garotinho de Ouro", escreveu um.

    "Paulinho é hoje nosso anjo Garantido. Vai puxar o coro dos anjos no céu ao lado de tantos Garantidos que partiram. O Boi Garantido cantando e encantando no céu", disse outro.

     

    | Foto: divulgação

    "Uma lenda do festival. Ícone do meu boi garantido. Só temos a agradecer por tudo. Será sempre lembrado. Vá com Deus, Garotinho de Ouro, fique em paz onde estiver".

    O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), também lamentou a morte do Garotinho de Ouro. “Aos familiares, amigos e a toda nação vermelha e branca, que nosso Pai eterno seja o alento neste momento de dor. O Paulinho Faria era uma pessoa muito querida e que ao longo dos anos trouxe alegrias à frente do boi da baixa do São José. Agora ele segue para o descanso dos justos, na morada eterna de Deus, nosso pai”, declarou David.

    Leia mais:

    Musical ‘O Pequeno dom Quixote’ estreia com apresentações on-line

    Lei Aldir Blanc: mais de 4 milhões distribuídos em Manaus

    Poeta e escritor angolano faz palestra online sobre criação artística