Fonte: OpenWeather

    AUDIOVISUAL


    Projeto Cine Bodó promove oficinas audiovisuais gratuitas em Manaus

    O projeto Cine Bodó alcançará três bairros de Manaus, com oficinas audiovisuais de forma remota via Whatsapp e GoogleMeet

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus - Em sua 5ª edição, a iniciativa já atingiu mais de 300 jovens e adolescentes, passou por mais de 16 comunidades, e produziu mais de 20 curtas-metragens.  Em 2021 o Cine Bodó chega às Comunidades João Paulo, Quilombo Urbano de São Benedito e Monte das Oliveiras, levando oficinas de capacitação audiovisual gratuita, com o intuito de produzir, difundir, idealizar, escoar e incentivar projetos culturais ligados às linguagens artísticas e audiovisual. 

    O projeto é uma ação que pensa audiovisual como ferramenta de cidadania, utilizando a proposta de novos pensamentos e visões sobre comportamento. É feito por mulheres que trabalham com o audiovisual, e tem a concepção de  Keila Serruya Sankofa, e da diretora de cinema Dheik Praia. Este ano, tem ainda a produção de Ana Carolina. 

     

    | Foto: Divulgação

    “A dinâmica realizada com as oficinas de forma híbrida, são específicas para cada comunidade, pois, a gente entende a realidade em que muitos jovens não têm acesso a internet, por isso, vamos estabelecer uma relação de diálogo com os pais dos alunos, para que estes jovens consigam através dos celulares dos pais ter acesso as oficinas. A ideia é nos adaptar a disponibilidade de recursos e ferramentas das famílias envolvidas no projeto”, conclui Dheik Praia.

     

    Com um ajuste no formato, devido às recomendações dos órgãos de saúde, as atividades desta vez, serão realizadas de forma híbrida, onde, as oficinas de audiovisual, vão ocorrer de duas formas, remotamente, através do Whatsapp e GoogleMeet, a fim de evitar aglomerações e, presencialmente, em cada comunidade. 

    “A execução do projeto Cine Bodó no Monte das Oliveiras é uma oportunidade para crianças e jovens explorarem suas habilidades analíticas a respeito do território onde vivem, os problemas sociais como a violência generalizada, a ausência de políticas públicas que os beneficiem, a fome, problemas de saúde, entre outros, são evidenciados em suas produções, como resultado das oficinas de cinema. Além disso, é a oportunidade deles se colocarem em primeiro plano, como atores sociais ativos, capazes, e com senso crítico apurado”, explica. 

    Programação

    Bairros: Monte das Oliveiras: 14, 16 e 17 de Abril.

    Quilombo de São Benedito, Praça 14 de Janeiro: 21,22 e 23 de abril. 

    João Paulo: 28 e 30 de abril e, 01 de maio. 

    *Com Informações da Assessoria

     Leia Mais:

    Espetáculo 'E Nós Que Amávamos Tanto a Revolução' é apresentado no AM

    Manaus vai sediar debate sobre centenário da Semana de Arte Moderna

    Ator Leandro Lopes realiza performances artísticas em Iranduba