Fonte: OpenWeather

    Sucesso musical


    Relembre músicas que marcaram os amazonenses; você conhece quantas?

    “Tic Tic Tac”, “Chifre não é asa” e “Bota pra moer” são algumas das músicas amazonenses que fizeram sucesso em todo o Brasil. Confira a lista que o EM TEMPO preparou

     

    Nunes Filho, Carrapicho e Guto Lima são exemplos de sucesso musical no Amazonas
    Nunes Filho, Carrapicho e Guto Lima são exemplos de sucesso musical no Amazonas | Foto: Divulgação

    MANAUS – Diversas são as músicas de origem amazonense que fixaram na mente e no coração da população. Tocadas nas rádios não só de Manaus, mas de todo o Brasil, várias composições fazem sucesso chão afora. O Portal EM TEMPO listou algumas dessas canções, que, com certeza, você já ouviu e sabe cantar.

    Tic Tic Tac - Carrapicho

    Sem dúvidas, “Tic Tic Tac” é a canção de maior sucesso internacional do Amazonas. Na voz da lenda Zezinho Correa, o hit vendeu mais de 15 milhões de discos do grupo Carrapicho em todo o mundo, especialmente na França.

    Para a população amazonense, saber a letra e coreografia de “Tic Tic Tac” é quase obrigatório e o hit também se mantém presente nas festas até hoje.

    Inclusive, no Rock in Rio de 2017, a canção “Tic Tic Tac” foi incluída no repertório da banda amazonense “Tudo Pelos Ares”, como uma homenagem ao grande sucesso internacional.

    Subindo pelas paredes - Nunes Filho

    Um dos maiores sucessos que o Amazonas já ouviu, o clássico “Subindo pelas paredes”, do cantor Nunes Filho, é uma marca musical registrada do estado.

    O hit que é capaz de agitar qualquer tipo de público foi responsável por agitar a carreira do “Príncipe do Brega”, que permanece com a agenda lotada há anos. Além disso, os passos que acompanham a letra da música também viraram febre na população amazonense.

    A coreografia de “Subindo pelas Paredes”, inclusive, marcou a histórica condução de Nunes Filho da Tocha Olímpica pelas ruas de Manaus, durante 2016.

    Ritmo Quente - Boi Caprichoso

    Em 1997, o grupo Canto da Mata compôs uma toada que se tornou um fenômeno no Amazonas: Ritmo Quente, grande sucesso nos ensaios do boi e também em eventos turísticos da capital amazonense, como o Boi Manaus e o Carnaboi.

    Até hoje uma das toadas mais conhecidas do Festival Folclórico de Parintins, interpretada pelo saudoso Arlindo Júnior para o Boi Caprichoso, Ritmo Quente é a definição de sucesso musical no Amazonas.

    Chifre não é asa – Guto Lima

    O filho de Nunes Filho segue logo atrás do pai quando se trata de fazer sucesso. A sensação “Chifre não é asa” rodou todo o Brasil e recebeu covers de diversos artistas – mas nenhum bate a versão de Guto Lima.

    Te Quiero (Mi Vida) - Berg Guerra

    Berg Guerra começou cantando em pequenos bares e restaurantes no interior do Amazonas. Com o passar dos anos, conquistou um público numeroso e virou um fenômeno.

    O hino não-oficial do Amazonas, “Te Quiero”, é uma das músicas que o consagrou no cenário amazonense e que é figurinha marcada em toda casa de show.

    Vermelho - Boi Garantido

    Na voz de David Assayag, “Vermelho” é uma toada consagrada do Boi Garantido. A composição de Chico da Silva logo se tornou uma das mais tocadas nas rádios e conhecida por toda a população amazonense.

    Um fato curioso é que a composição não entraria na gravação de um dos CDs oficiais do Garantido devido um desentendimento da diretoria com Chico da Silva. Com o sucesso da toada, a diretoria entrou em acordo com Chico e a toada foi gravada no CD.

    A música também estourou no restante do Brasil e chegou a ser cantada por Fafá de Belém, que regravou a canção. “Vermelho” se tornou parte dos bens imateriais do patrimônio cultural do Estado do Amazonas.

    Luciano Kikão – Eu quero ir pro forró

    Do compositor amazonense Luciano Kikão, a música “Eu quero ir pro forró” fez sucesso ao ser gravada pelo grupo Solteirões do Forró e tocou em diversas casas de shows em todo o Brasil.

    Uma curiosidade é que a canção originalmente foi composta por Luciano Kikão para uma propaganda da empresa do pai, mas o ritmo envolvente acabou ganhando grandes proporções, sendo interpretado até pelo cantor Wesley Safadão.

    O Amor está no ar – Boi Caprichoso

    “Sem seu amor, a vida não é nada”, é um trecho que sai naturalmente da boca de qualquer morador do Amazonas. A composição de Chico da Silva, interpretada por Arlindo Júnior, também é internacionalmente conhecida e integra o repertório de toadas do Boi Caprichoso.

    Bota pra Moer – Rabo de Vaca

    Um clássico das casas de forró do Amazonas e do Brasil, “Bota pra moer”, da banda amazonense Rabo de Vaca fixou na mente da população e rodou o país. Com a composição de sucesso, o Rabo de Vaca aproveitou para valorizar o que é da terra por todo o Brasil.

    Leia mais:

    Casarão de Ideias completa 11 anos de contribuição na cultura do AM

    Projeto amazonense leva a poesia além do papel; confira

    BNDES seleciona dez projetos culturais que usam a internet

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8