Fonte: OpenWeather

    Dança Gestual


    Bailarino Weldson Rodrigues faz live sobre processo criativo de dança

    A ação faz parte da mostra de repertório “Metamorfoseando por aí” que visa apresentar os espetáculos produzidos pelo grupo durante a sua trajetória.

     

    O projeto foi aprovado no Edital da Lei Aldir Blanc, Prêmio Feliciano Lana, realizado pelo Governo do Amazonas
    O projeto foi aprovado no Edital da Lei Aldir Blanc, Prêmio Feliciano Lana, realizado pelo Governo do Amazonas | Foto: Divulgação

    Manaus -A companhia de Teatro Metamorfose está realizando várias atividades, em comemoração aos seus 27 anos, no YouTube e no Instagram (@ciadeteatrometamorfose),

    Nesta quarta-feira (5), será a vez do processo criativo “Dança Gestual” com o bailarino Weldson Rodrigues, a partir das 18h. A ação faz parte da mostra de repertório “Metamorfoseando por aí” que visa apresentar os espetáculos produzidos pelo grupo durante a sua trajetória.

    Weldson Rodrigues será o expositor do “Dança Gestual”. Ele é professor, bailarino e coreógrafo e assina o processo criativos dos espetáculos do Metamorfose na preparação corporal do ator para a dança como ferramenta auxiliar na composição de personagens.

    Durante a oficina, ele abordará resistência física como ponto importante para que o ator utilize o canto, a dança e a interpretação no teatro musical. “Vou expor a técnica de respiração e preparação corporal do ator, juntamente com o estudo dos gestos do cotidiano para somar na interpretação tornando-a mais orgânica, mais verdadeira. E também, o aproveitamento e o limite da movimentação espontânea, já que muitos dos atores que não passaram por uma formação em dança”, disse o bailarino.

    Muitos desses pontos expostos por Weldson Rodrigues são utilizados no processo de montagem dos espetáculos. Ele explica que o processo de investimento em expressão corporal é muito importante para o ator. “No meu ponto de vista é um investimento pessoal. O ator, de certa forma, se envolve plenamente na descoberta do perfil de cada personagem, e é um desafio onde cada montagem, pois ultrapassa o seu limite. É uma descoberta incansável e necessária”, conta.

    Experiência

    Weldson Rodrigues é natural de Itacoatiara e reside em Manaus desde a década de 90. Ele decidiu mudar para a cidade para se dedicar ao estudo e se profissionalizar na área da dança.

    O bailarino é portador deficiência visual, mas isso nunca o impediu de desenvolver e dirigir trabalhos importantes, como “Do Tamanho de Um Bonde”, que trazia em seu elenco diversos cantores de renome na cidade, entre eles, Márcia Siqueira, Zezinho Corrêa e Amílcar Azevedo. Ele também foi o preparador físico do espetáculo “Brincadeiras”, que foi premiado em festivais da cidade.

    Em Parintins, Weldson também executou algumas coreografias para os bois bumbás. Ele também já realizou diversos trabalhos para as cirandas de Manacapuru e também ´para os bois em Nova Olinda do Norte.

    Programação

    Durante a execução do “Metamorfoseando por aí”, o grupo exibirá os espetáculos: “A Bela e a Fera”, “São Jorge e o Dragão”, “Eu chovo, Tu choves, Ele chove” e “João e o Pé de Feijão”.

    Todos os espetáculos serão apresentados de forma virtual com legendas, e a programação, ao final do projeto, será compactada em forma de documentário e serão distribuídos 100 DVDs para instituições que trabalham com crianças carentes.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    Gosta de cultura? Conheça os principais teatros de Manaus

    Trio de cordas e percussão da Amazonas Filarmônica abre lives de maio

    Projeto apresenta covers de clássicos do teatro musical em Manaus