Fonte: OpenWeather

    CINEMA


    Festival de Cinema Olhar do Norte começa nesta quinta-feira (8)

    Iniciativa de empresa manauara, o Festival vai transmitir filmes gratuitamente, toda quinta-feira, até 21 de outubro

     

    o Festival de Cinema Olhar do Norte, que apresentará, gratuitamente curtas e longas-metragens produzidos no Brasil
    o Festival de Cinema Olhar do Norte, que apresentará, gratuitamente curtas e longas-metragens produzidos no Brasil | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Começa nesta quinta-feira (8) o Festival de Cinema Olhar do Norte, que apresentará, gratuitamente, no site www.festivalolhardonorte.com, curtas e longas-metragens produzidos no Brasil e, especialmente, na região Norte do país.

    O primeiro longa apresentado será o “Arábia”, de Affonso Uchoa e João Dummans, o Festival vai até 21 de outubro deste ano, apresentando, sempre às quintas-feiras, às 19h, filmes brasileiros que tiveram destaque em circuitos nacionais e internacionais, mas que não conseguiram chegar às salas de cinema de Manaus ou ficaram por curto período de tempo em cartaz.

      O filme “Arábia” conta a história de André, que encontra um diário de um trabalhador de uma vila operária em Ouro Preto e, por meio da leitura das páginas, acaba entrando em contato com a comovente trajetória de vida de Cristiano, em meio às mudanças sociais e políticas do Brasil nos últimos dez anos.  

    O curta “No dia seguinte ninguém morreu”, de Gabriel Bravo de Lima, narra a história surreal e perturbadora do dia em que a morte deixou de existir em Manaus.

    Após a exibição, os organizadores do Festival irão promover um bate-papo com os representantes dos filmes que falarão sobre sua relevância temática e de estilo, além de assuntos relacionados ao mercado audiovisual brasileiro.

    Nos debates, um representante de cada filme também vai falar sobre o processo de criação e responder a perguntas do público. O debate vai acontecer no link.

    O Festival Olhar do Norte é uma criação da Artrupe Produções Artísticas, uma iniciativa legitimamente manauara, que visa não apenas estimular a formação de público de cinema no Amazonas, mas também qualificar profissionais da área e incentivar novos realizadores a produzirem filmes em Manaus.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Documentário sobre crimes de Elize Matsunaga estreia na Netflix

    Documentário aborda fatores históricos do ritmo 'Beiradão' no Amazonas

    Cine Casarão busca democratizar e valorizar o cinema nacional