Fonte: OpenWeather

    Artes visuais


    De Jandr Reis, obra "Fartura Amazônica" é inspiração para galeria

    A Galeria Manart lançará, na próxima sexta-feira (23), estampas inspiradas na produção do artista.

     

     

    O artista é natural de Óbidos/Pará, mas é radicado no Amazonas, onde é reconhecido por suas diversas produções, como por exemplo as Picassianas (inspirada na obra Les Demoiselles d'Avignon, de 1907, do pintor espanhol Pablo Picasso), Orquidário, Grafite Amazônico, entre outras.
    O artista é natural de Óbidos/Pará, mas é radicado no Amazonas, onde é reconhecido por suas diversas produções, como por exemplo as Picassianas (inspirada na obra Les Demoiselles d'Avignon, de 1907, do pintor espanhol Pablo Picasso), Orquidário, Grafite Amazônico, entre outras. | Foto: Divulgação

    Manaus- Com 30 anos de carreira, o artista visual Jandr Reis traz inspiração para o lançamento de novas estampas da Manart Galeria, nesta sexta (23), às 18h30, através do site www.manartgaleria.com. Inspirado na obra "Encontro de Fartura", o produto enfatizará a trajetória de Reis, marcada por inúmeras exposições individuais, coletivas, nacionais e internacionais.  

      O artista é natural de Óbidos/Pará, mas é radicado no Amazonas, onde é reconhecido por suas diversas produções, como por exemplo as Picassianas (inspirada na obra Les Demoiselles d'Avignon, de 1907, do pintor espanhol Pablo Picasso), Orquidário, Grafite Amazônico, entre outras.  

    De modo geral, o trabalho de Jandr reflete memórias afetivas de infância e o seu grande amor pela Amazônia (sua principal fonte de inspiração e conexão de energias) que costuma estar presente ao longo de todo o seu processo criativo, que é fluido, natural e intuitivo.

    Inspiração para a estampa

     

    "Fartura'' traz consigo uma paleta de cores diversa, e tem como principal figura a imagem do peixe, símbolo da biodiversidade local, do trabalho, do alimento e da mesa farta Amazônica.
    "Fartura'' traz consigo uma paleta de cores diversa, e tem como principal figura a imagem do peixe, símbolo da biodiversidade local, do trabalho, do alimento e da mesa farta Amazônica. | Foto: Divulgação

    A obra 'Encontro de Fartura' possui 200x320cm de dimensão e faz parte da série Jaraquiart (Uma série inédita e  também uma  homenagem do artista ao seu pai e suas memórias familiares). 

    "

    Em seu processo, Jandr Reis fixa o pano ainda sem o chassi (armação de madeira para estruturar a tela), na parede, e lá inicia a pintura, onde usa tinta acrílica e esponjas para colorir e traçar o pano. Suas cores são frenéticas e suas linhas são agudas, dando a sensação de um dia típico de calor amazônico, e as formas fazem referência à pescaria amazônica com canoas, lamparinas e jequis (armadilhas de pesca feitas de cipó por indígenas). Por possuir grandes dimensões, o artista imerge em seu próprio trabalho, dando a impressão de que, se o pano não houvesse limites, ele continuaria a pintar, como um pescador otimista na imensidão dos rios "

    , ressalta a curadora a da Galeria, a também artista visual, Hadna Abreu.

     

    Design e Técnica aplicada

    "Fartura'' traz consigo uma paleta de cores diversa, e tem como principal figura a imagem do peixe, símbolo da biodiversidade local, do trabalho, do alimento e da mesa farta Amazônica.

    "Eu estou sempre em busca de algo. Sempre em movimento, gosto de ser um aprendiz. Tem muitos peixes, muito colorido, muita fartura! E a fartura são muitas coisas! Momentos de alegria, encontros… Para mim, é isso! Cores são alegria, cores são encontros", afirma Jandr Reis.

    Segundo a designer de estampas, Anna Lôyde, a técnica aplicada na construção da  estampa 'Fartura' foi a Rapport, em que o módulo é repetido lado a lado, encaixando-se perfeitamente e formando o efeito de padronagem. 

    "A vantagem dessa técnica é que podemos repetir o padrão em qualquer tipo de superfície, o que facilita a aplicação em diversos tipos de produtos", explica Anna.

    "Queremos oferecer ao público uma camisa com uma identidade amazônica, trazendo e contando histórias. O trabalho do Jandr Reis é essa energia frenética que sentimos ao saborear o peixe amazônico. Esta obra é uma memória viva do nosso cotidiano. Vestir a camisa não só é um ato de resistência, mas também uma forma de demonstrar amor e orgulho pela nossa cultura" Afirma Hadna Abreu.

    Expectativas do artista para o Lançamento

     

    O sétimo episódio da série #ArtistasManart, com o artista visual Jandr Reis, vai ao ar nesta quarta (21), a partir das 18h30 (Horário de Manaus).
    O sétimo episódio da série #ArtistasManart, com o artista visual Jandr Reis, vai ao ar nesta quarta (21), a partir das 18h30 (Horário de Manaus). | Foto: Divulgação

    "Eu tô torcendo para que o resultado seja maravilhoso e que dê tudo certo para ambos e que o público goste do Jaraquiart, que, por sinal, a Manart tá lançando em primeira mão… Afinal, o Jaraquiart é novidade. Eu ainda não fiz nenhuma exposição, mas a Manart saiu na frente, está em primeiro lugar até o momento. Vamos torcer para que o público goste,né?!", declarou o artista.


      Além de todas as atividades nas redes sociais, a Manart vem produzindo uma série de vídeos curtos com os artistas da galeria e disponibilizando-os na íntegra, em seu canal no Youtube. O objetivo é conectar artistas e público através de uma vídeo-narrativa poética e sensível com detalhes e curiosidades sobre artista/obra e processo criativo.  

    O sétimo episódio da série #ArtistasManart, com o artista visual Jandr Reis, vai ao ar nesta quarta (21), a partir das 18h30 (Horário de Manaus). Para conferir, basta acessar o link: https://bit.ly/episodiojandrreis      

    Loja Virtual

    O primeiro lote de produtos a ser disponibilizado pela galeria são 40 camisas nos modelos tradicional e baby look, nos tamanhos PP ao 2X.  Duas semanas após o lançamento entram em estoque as máscaras de proteção. E no mês de setembro, serão comercializadas as cadernetas. Para mais informações, acesse o site  www.manartgaleria.com 

    Edital Prêmio Feliciano Lana

    O projeto de Expansão da Manart Galeria foi contemplado pelo edital emergencial Prêmio Feliciano Lana/Lei Aldir Blanc e conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, e do Governo Federal, via Secretaria Especial da Cultura.

    *Com informações da Assessoria

    Leia mais:

    Bolsonaro declara novamente intenção de veto ao 'fundão'

    Após polêmica, políticos do AM justificam voto por aumento do 'fundão'

    Deputados aprovam projeto que proíbe suspensão das aulas presenciais