Fonte: OpenWeather

    Teatro amazonense


    Peça "Santo Casamenteiro" comemora 20 anos no Teatro Amazonas

    A tradicional peça amazonense leva muitos fãs aos teatros por conta da história irreverente

     

    A peça comemora 20 anos de sucesso
    A peça comemora 20 anos de sucesso | Foto: Divulgação

    Para comemorar seu 20º aniversário, a tradicional peça “Santo Casamenteiro”  terá uma apresentação única no imponente Teatro Amazonas.

    O evento, que vai acontecer no próximo dia 4 de Agosto, terá o espaço limitado à lotação máxima de 360 lugares e será uma sessão especial com convidados que acompanham a peça desde seu inicio, lá em 2000. 

      “Santo Casamenteiro” escrita por Gomes de Lima, que atualmente está com 81 anos de idade, já esteve em cartaz por mais de 10 anos consecutivos. Encenada e remontada em vários espaços de Manaus e no interior do Estado, a peça é sucesso de público eao longo dos 20 anos, sendo ainda considerada umas das obras teatrais mais importantes do Amazonas.  

    A comédia dirigida pelo autor Gomes de Lima  e iniciou a nova temporada de espetáculos em 2021, no Teatro Comandante Ventura no Centro Estadual de Convivência do Idoso/CECI, passou pelo Município de Rio Preto da Eva e terá estreia no município de Careiro da Várzea em meados de outubro.

    A temporada de 2021 no interior do Amazonas foi contemplada com recurso da Lei Aldir Blanc com o Prêmio Encontro das Artes do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria Especial da Cultura, do Governo Federal. 

     

    “Santo Casamenteiro” é escrita por Gomes de Lima
    “Santo Casamenteiro” é escrita por Gomes de Lima | Foto: Divulgação

    O dramaturgo Gomes de Lima afirma que é um grande prestigio ter sua peça encenada mais uma vez nos palcos do Teatro Amazonas, e desta vez, para comemorar as duas décadas da peça que continua sendo sucesso. 

    "

    Fico feliz de ver que mesmo depois de 20 anos, a nossa peça ainda é assistida e procurada por muita gente. Inicialmente essa sessão era apenas para 150 pessoas, mas tivemos que abrir mais vagas pela grande procura, é claro seguindo todos os protocolos sanitários. Mas é um enorme prestigio e eu estou muito feliz com o resultado. "

    Gomes de Lima, Dramaturgo, ator e diretor

     

     A peça “Santo Casamenteiro”

     

    A peça conta história de mulheres solteiras que pedem um marido ao Santo
    A peça conta história de mulheres solteiras que pedem um marido ao Santo | Foto: Divulgação

    A comédia satiriza o universo das relações amorosas através dos estereótipos e das diferenças entre os personagens. Com características extravagantes e elementos cômicos, a trama aborda de forma bem humorada a difícil missão de encontrar uma companhia.

    A estória acontece quando todas as mulheres solteiras resolvem pedir ao Santo, um marido. O problema é que os únicos solteiros do local têm “defeitos” exagerados, no entanto, também querem casar.

    Então, o Santo resolve pedir ao atrapalhado Gregório (ajudante dele), que é interpretado por Gomes de Lima, que anote todos os pedidos, para tentar resolvê-los. O maior desafio para ele é Totó das Candongas, que também quer se livrar da solidão. 

    Peça virou filme

    Em 2018, Gomes de Lima vendeu os direitos da peça para a diretora Izis Negreiros, que produziu um curta-metragem da produção teatral e que contou com a participação de grandes nomes dos teatros amazonense, como Rosa Malagueta e Francisco Mendes.

    Para o dramaturgo foi uma alegria ver a peça ir além dos palcos. "Foi uma grata surpresa. A Izis assistiu a peça em uma apresentação na Praça da Saudade e gostou muito da história. Conversou comigo, achei uma honra, e aceitei. No curta, ainda tivemos a presença de atores reconhecidos, como a Rosa Malagueta, que interpreta uma personagem em busca de um pretendente. E o ator Francisco Mendes, que faz o papel de padre. Fiquei muito feliz", relata.

    *Com informações da Assessoria

    Leia mais: 

    Apresentações de Corpos Artísticos são destaques no Teatro Amazonas

    Iranduba é palco de circuito cultural até sábado (17); confira

    Teatro Amazonas é sanitizado para volta de espetáculos com público