Fonte: OpenWeather

    Visita cultural


    Vai visitar algum espaço cultural em Manaus no feriado? Veja horários

    O acesso à visitação e ao espetáculo acontece mediante agendamento pelo Portal da Cultura

     

    No Teatro Amazonas haverá também a apresentação do espetáculo “Bolero”, do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), às 20h
    No Teatro Amazonas haverá também a apresentação do espetáculo “Bolero”, do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), às 20h | Foto: Michael Dantas

    Manaus (AM) - Na próxima terça-feira (7), o Teatro Amazonas e os centros culturais Palácio Rio Negro e Palácio da Justiça, localizados no Centro Histórico de Manaus, abrirão para visitação em horário diferenciado: das 9h às 13h.

    Os demais espaços culturais administrados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa não funcionarão no feriado.

    No Teatro Amazonas haverá também a apresentação do espetáculo “Bolero”, do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), às 20h. Trata-se de uma adaptação do espetáculo que foi concebido e apresentado nas ruínas de Paricatuba, no município de Iranduba, em 2020.

    O acesso à visitação e ao espetáculo acontece mediante agendamento pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br). Também é necessário apresentar a carteira de vacinação contra covid-19.

      Na segunda-feira (6), ponto facultativo, os espaços culturais administrados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa não abrem para visitação. É o dia de manutenção semanal.  

    Teatro Amazonas

    As visitas ao Teatro Amazonas acontecem para grupos de até 25 pessoas, em cumprimento aos protocolos de prevenção contra a Covid-19.

    Na visita guiada, de 30 minutos, o público tem a oportunidade de conhecer o Salão Nobre do Teatro Amazonas, o Salão de Espetáculos e o Salão Verde, intitulado “Sala de Exposição de Música e Dança”, que conta com sapatilhas de grandes nomes do Ballet que se apresentaram na casa, como Marcelo Mourão Gomes, Ana Botafogo e Mikhail Baryshnikov; três instrumentos musicais da casa, como contrabaixo, violino e tímpano; dois bustos em bronze, de Antônio Carlos Gomes e Heitor Villa-Lobos.

    O visitante ainda confere uma maquete do Teatro Amazonas, feita com blocos de Lego, uma escultura de bronze do artista francês Adrien Étienne Gaudez, além da Saleta de Exposição da Cúpula, com itens como vidros coloridos, telhas esmaltadas e vitrificadas e projetos arquitetônicos do Teatro e sua cúpula.

    Palácios

    As visitas aos palácios têm 45 minutos de duração e acontecem com grupos de até dez pessoas por horário.

    Com 121 anos, o Palácio da Justiça, na avenida Eduardo Ribeiro, é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico do Amazonas desde 1980. O equipamento com detalhes da arquitetura em estilo renascentista traz a história do Poder Judiciário do Estado e exposições de diversas linguagens.

    As mostras “Caruanas – O foco repousa na força mística”, “Olhares Tumbira”, “Abraçando o Xapono”, “Severiano 90 anos” e “Arquiteotonicas” compõem o circuito de exposições do espaço.

    Localizado na avenida Sete de Setembro, nº 1.546, o Palácio Rio Negro foi transformado em centro cultural em 1997, em virtude de sua arquitetura e relevância histórica, com 228 peças no acervo. O prédio foi tombado, em 1980, como Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Amazonas.

    Na visita turística, todo contexto histórico é apresentado no hall de entrada, onde tem a famosa escada tesoura, com técnica de marchetaria, e estão expostos lustre da época de construção e relógio estilo carrilhão suíço.

    A exposição coletiva “Descubra Manaus”, que reúne 30 fotógrafos com obras que revelam diferentes olhares da capital do Amazonas, está em cartaz com uma proposta interativa. As obras mostram imagens de ângulos fechados de vários pontos característicos da cidade e o espectador é instigado a descobrir o lugar retratado. O visitante pode utilizar o QR code disponível em cada obra para ver a imagem em um ângulo amplo, com a identificação dos locais e dos autores.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Liceu Claudio Santoro abre inscrições para Camerata de Violões

    Reino Unido da Liberdade comemora 40 anos neste fim de semana