Fonte: OpenWeather

    Turismo na cidade natal


    Após reabertura, espaços culturais são visitados por manauaras

    Durante a pandemia, manauaras perceberam que não costumavam visitar os pontos turísticos da cidade de origem

     

    Manaus tem uma diversidade de lugares turísticos que carregam a história da cidade
    Manaus tem uma diversidade de lugares turísticos que carregam a história da cidade | Foto: Divulgação

    Viajar e conhecer novas culturas é uma coisa que a maioria das pessoas gostam de fazer. Antes da pandemia, alguns viajantes aproveitavam as férias para conhecer outro estado e os pontos turísticos que o lugar proporcionava. No entanto, poucos aproveitavam o tempo livre para conhecer espaços culturais da cidade onde nasceu. 

      Não é raro encontrar manauaras que não conheçam os pontos turísticos que a capital amazonense tem a oferecer. Isso é mais comum do que se imagina. No entanto, após a pandemia e com a reabertura dos espaços culturais, surge a vontade de moradores locais para visita aos espaços.  

    Uma dessas pessoas é a estudante de odontologia, Carolaine Mendes, de 21 anos. Sem a oportunidade de sair de casa, refletiu ao longo da pandemia, que poderia ter visitado e valorizado os pontos turísticos de Manaus. No entanto, apesar de ter nascido na capital, ela nunca se deu essa oportunidade. 

    "

    Com a pandemia e todos os lugares fechados, comecei a refletir que poderia ter visitado tantos lugares antes e não aproveitei. A sensação de não saber quando poderíamos sair de casa novamente, ir ao shopping ou até na praia da Ponta Negra me fez desejar conhecer todos os nossos pontos turísticos quando fossem liberados. "

    Carolaine Mendes, Estudante de odontologia

     

    A estudante de enfermagem, Cássia Tavares, revela que é até estranho pensar que nunca aproveitou a sua própria cidade. Ela conta que começou a sentir vontade ao ver pelas redes sociais, amigos aproveitando a reabertura para visitar os pontos turísticos. Foi neste momento que ela percebeu que nunca tinha ido nesses lugares.

    "Comecei a sentir vontade de visitar porque agora que estamos começando a voltar a rotina, muitos amigos estão indo em vários pontos, lugares diferentes, alguns nem parecem ser aqui. E eu quero conhecer mais lugares também, sair da rotina de só passear em shopping" conta a estudante.

      Cássia ainda revela que nunca foi aos lugares por falta de interesse, que não queria ir sozinha e que estava mais acostumada a ir para shoppings, cinema e os lugares mais comerciais. Ela acredita que os manauaras não valorizam como devem os pontos turísticos de Manaus.  

    "Acabamos não valorizando os lugares da nossa cidade, então não achava tão interessante e optava por ir em outros lugares", afirma.

    Pontos mais desejados

     

    O desejo de Cássia é conhecer o Casarão de Ideias
    O desejo de Cássia é conhecer o Casarão de Ideias | Foto: Reprodução

    Manaus tem uma diversidade de pontos turísticos e culturais, que envolvem tanto  a natureza, quanto a história do estado. 

    Cássia quer ir na direção da cultura e pretende visitar primeiro o Casarão de Ideias, que foi a indicação de uma amiga. Pelas fotos, achou o lugar interessante para se fazer uma visita. 

    "

    Eu quero ir no Casarão de Ideias. Uma amiga me indicou, e eu achei lindo, lugar incrível, super bonito e cultural, tem até cinema lá dentro, que passam filmes culturais, exposição de artes, e eu quero conhecer e aproveitar tudo isso. "

    Cássia Tavares, Estudante de enfermagem

     

    Enquanto Cássia opta pela cultura, Carolaine pensa ir na direção da natureza e das belezas naturais que o a floresta amazônica tem a oferecer. Para ela, o lugar perfeito para isso é o Museu da Amazônia, localizado no bairro Cidade de Deus.

     

    Carolaine deseja fazer uma visita ao Musa
    Carolaine deseja fazer uma visita ao Musa | Foto: Reprodução

    "Sem dúvidas quero visitar novamente o Musa. Foi um dos lugares mais legais que visitei quando era criança. O nosso guia nos mostrou os peixes nos aquários e uma das árvores mais antigas. Deve estar mais legal agora", declara..

    Importância de conhecer Manaus 

    Muitos desses lugares carregam a série de legados da capital amazonense e revelam sua extensa história. Seja na cultural ou na natureza, os dois segmentos exprimem a marca da região amazônica e da cidade manauara. 

    Carolaine declara que esses lugares são carregados de história e com significativos fatos que representam e ilustram a história do povo manauara. Conhecer os lugares significa compreender o seu próprio passado. 

    Para Cássia é essencial que os manauaras conheçam os pontos turísticos do lugar em que vivem, e ela ainda brinca que acha inadmissível que pessoas de fora conheçam mais a cidade natal do que ela. 

    Espaços exigem carteiras de vacinação

     

    Pontos turísticos exigem apresentação do cartão de vacinação
    Pontos turísticos exigem apresentação do cartão de vacinação | Foto: Divulgação

    Espaços culturais abertos para visitação e espetáculos, administrados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, como o Teatro Amazonas, Palácio Rio Negro, Palácio da Justiça (Museu do Judiciário), entre outros, começaram a exigir a carteira de vacinação desde o dia 1º de setembro.

    O agendamento prévio para a visitação, realizado por meio do Portal da Cultura (cultura.am.gov.br), continuará sendo utilizado para alguns dos espaços da Secretaria de Cultura, exceto Casa das Artes, Galeria do Largo e Museu do Seringal. Em todos os espaços, o visitante deve apresentar a carteira de vacinação.

    Teatro Amazonas

    O Teatro Amazonas vai operar com 75% da capacidade para espetáculos e para visitação, o limite de pessoas por grupo que antes era 20, passa a ser de 25 pessoas. A carteira de vacinação também será exigida para os artistas e equipe técnica que se apresentarem na casa. Também foi ampliado de 25 para 30 o número de profissionais que podem ficar no palco.

    O Teatro funciona de terça a sábado, das 9h às 17h. A entrada é gratuita para amazonenses e é necessário fazer um agendamento para visita o grande ponto turístico de Manaus. Para turistas, a entrada é R$20, e meia R$10. 

    Centros Culturais e galerias

    Os centros culturais Palácio Rio Negro (Av. Sete de Setembro, 1546, Centro), Palácio da Justiça (Av. Eduardo Ribeiro, 901, Centro) e Povos da Amazônia (Av. Silves, Distrito Industrial) permanecem com o mesmo limite de pessoas por visita, que é de dez, com agendamento pelo Portal da Cultura. Os centros culturais funcionam de terça a sábado, das 9h às 17h.

    A Casa das Artes e a Galeria do Largo, localizadas no Largo de São Sebastião, também permanecem com dez pessoas por visita. Estes espaços não requerem agendamento e funcionam de terça a domingo, das 15h às 20h.

    Museus

    O Palacete Provincial (Praça Heliodoro Balbi, Centro), que abriga os museus de Imagem e Som do Amazonas, Numismática, Tiradentes, Arqueologia e Pinacoteca do Estado, permanece com limite de 10 pessoas, com agendamento pelo Portal, de terça a sábado, das 9h às 17h.

    O Museu do Seringal Vila Paraíso (no afluente do Tarumã-Mirim, na margem esquerda do rio Negro) mantém o limite de dez pessoas por visita. O espaço funciona de 9h às 15h, de terça a sábado, com entrada a R$ 10 por pessoa. Não é necessário agendamento.

    Casarão de ideias 

    Buscando a conservação do patrimônio histórico e artístico, o Casarão de Ideias abriga a exibições de fotografia, concertos, debates, reuniões, oficinas e espetáculos de teatro e dança, além da exibição de filmes regionais, nacionais e internacionais. 

    O Casarão de Idéias está localizado na Rua Barroso, 279, próximo ao Teatro Amazonas, no Centro Histórico de Manaus, Amazonas. Funcionando de Quarta à Domingo das 15 às 20h. O local não precisa de agendamento.

    Museu da Amazônia

    O Musa, que também é conhecido como "Jardim Botânico", fica localizado na avenida Margarita, bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. Entre as atividades disponibilizadas estão a visita guiada na floresta e a subida na torre.

    As visitas vão ocorrer de segunda a sexta. Para manter o controle do número de pessoas nas dependências do Museu, todas as visitas precisam ser agendadas por este e-mail: [email protected]

    Para entrar no Musa é obrigatório o uso de máscara e calçado fechado (tênis ou bota). Atividades do nascer do Sol, Pôr do Sol e Passarinhar também precisam ser agendados.

    Leia mais: 

    Teatro da Instalação reabre para espetáculos no próximo sábado (4)

    Pessoas com deficiência visitam o Teatro Amazonas

    Casarões antigos guardam histórias de Manaus