Fonte: OpenWeather

    Bibliotecas comunitárias


    Projeto instala bibliotecas em regiões remotas do Norte

    O grupo Ratos de Biblioteca nasceu da necessidade de expandir o amor pela leitura

     

    Os livros chegam em lugares onde a escassez de materiais didáticos tem gerado impactos negativos
    Os livros chegam em lugares onde a escassez de materiais didáticos tem gerado impactos negativos | Foto: Divulgação

    Manaus (AM)- A leitura permite com que as pessoas viagem para lugares sem sair do lugar, promove conhecimento de todas os diferentes assuntos e ainda é capaz de formar o desejo do aprendizado. Estudos científicos comprovam os benefícios da leitura no desenvolvimento do ensino-aprendizagem

    Em áreas remotas e com educação que passa por necessidades nos processos, é difícil encontrar bibliotecas que estejam acessíveis para a população. Pensando nisso, o grupo Ratos de Biblioteca nasceu da necessidade de expandir o amor pela leitura e difundir o conhecimento através dos livros.

      A implantação do projeto se deu diante das dificuldades enfrentadas por professores e alunos da zona rural, onde a escassez de materiais didáticos tem gerado impactos negativos na formação de futuros leitores.  


     

    Os livros são adquiridos por doações
    Os livros são adquiridos por doações | Foto: Divulgação

    Bibliotecas comunitárias foram implantadas nas comunidades Ilha do Valha-me Deus e Peniel-Planalto Mamuru (PA). A inauguração acontece no mês de setembro, dia 21 na Ilha do Valha-me Deus, coordenada por Geziel Bruce, Aline Inomata (professora) e Bento Bruce (presidente da comunidade). A ilha de Mamuru é coordenada por Gizelem Bruce e Magda Sarraf (professora). 

    As duas localidades foram escolhidas como o ponto de partida para o projeto, principalmente por conta das dificuldades na área educacional. A ausência de um espaço adequado direcionado à leitura nessas localidades motivaram a equipe para continuar lutando pela implantação do projeto.

     

    Cartilhas são disponibilizadas
    Cartilhas são disponibilizadas | Foto: Divulgação

    "A enchente este ano não foi fácil, mas graças ao coordenador do projeto, Geziel BelBruce, à comunidade e à escola conseguimos salvar materiais tão preciosos e conseguidos com muito trabalho através dos generosos doadores e voluntários que contribuem para a educação nas escolas das zonas rurais: ribeirinhas e da terra firme", disse a equipe em uma publicação nas redes sociais. 

    O projeto é mantido com a ajuda de amigos, familiares, e de empresas que doam livros, DVDS e jogos educativos.

     

    A biblioteca é acessível para a população
    A biblioteca é acessível para a população | Foto: Divulgação

    “Ainda contamos com doações de pessoas físicas da cidade de Manaus - Amazonas, Ribeirão Preto e São Carlos – São Paulo. Após a coleta das doações o material é levado até a comunidade. Além de livros, também recebemos ajuda para a aquisição de estantes e materiais como carimbos, banners e marca livros. Alguns materiais foram adquiridos conforme a sugestão de professores, por exemplo, livros de Literatura regional”, disse a equipe.

     

    O projeto é realizado em comunidades
    O projeto é realizado em comunidades | Foto: Divulgação

    Projeto de implantação

    O projeto é apresentado ao gestor (a) da escola e se demonstrado interesse o Ratos de Biblioteca se disponibiliza a estruturar e dar assistência à gestão da biblioteca.

    “É crucial que a comunidade e a escola apresentem interesse ativo em participar do projeto mutuamente. Depois de apresentado, o espaço é selecionado, preferencialmente dentro das dependências da própria escola, para facilitar o acesso de professores e alunos aos recursos que estarão presentes na biblioteca”, explicou Heloísa Bruce, idealizadora do projeto.

     

    Os livros chegam aos lugares mais distantes
    Os livros chegam aos lugares mais distantes | Foto: Divulgação

    Ludotecas

    Além da arrecadação de livros, o grupo tem como objetivo a implantação de ludotecas e videotecas integradas às bibliotecas.

      Para a aquisição desses materiais, os professores são consultados e os materiais adquiridos de acordo com as sugestões recebidas.  

    “O propósito da Ludoteca integrada à biblioteca é aguçar nos alunos a imaginação, o senso de responsabilidade em zelar pelos jogos, assim como o próprio lazer, a ludicidade e a aprendizagem significativa”, ressalta. 

    Contatos e Redes sociais

    Website: http://ratos-de-biblioteca-amazonia.org

    Instagram: @ratosdebiblioteca_2020

    Heloísa Bruce -Wirtz (Alemanha)

    [email protected]

    Telefone/WhatsApp: +49 1523 3799321

    Gustavo Souza dos Santos (Brasil)

    [email protected]

    Telefone/WhatsApp: (16) 9823-5784

    Leia mais:

    Projeto literário do AM é tema de revista científica

    Sebo "Império" busca manter viva a história de Manaus