Fonte: OpenWeather

    Bibliotecas comunitárias


    Biblioteca comunitária em Maraã recebe doação de 300 livros

    Os livros foram doados pela equipe de robótica do SESI Amazonas por meio do projeto “Biblioteca sem Fronteiras”

     

    Os livros doados vão beneficiar mais de 70 alunos, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e a comunidade rural
    Os livros doados vão beneficiar mais de 70 alunos, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e a comunidade rural | Foto: Divulgação

    Maraã (AM)- A  biblioteca comunitária Poeta Alexandre Montoril, localizada no município de Maraã, distante 56 horas de barco de Manaus, recebeu a doação de 300 livros de literatura infanto-juvenil para composição do acervo. 

    Os livros foram doados pela equipe de robótica do SESI Amazonas, Team Prodixy, formada por alunos da Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa e autora do projeto “Biblioteca sem Fronteiras”. 

    "

    Estamos construindo do zero a primeira biblioteca da zona rural do município de Maraã e, para isso, estamos contando com as doações de livros, como a do SESI, para auxiliar não só os alunos que estudam do 1º ao 9º ano, mas toda a comunidade "

    Alex Alves, professor

     

    Alex leciona português na Escola Municipal Boa Vista, localizada na comunidade Juazinho, localizada na Reserva Ambiental do Amanã, em Maraã. Ele inclusive inscreveu o projeto na "Vakinha Online" para receber doações.

    Os livros doados pelos alunos para a biblioteca da escola vão potencializar as aulas do professor que desenvolve projetos envolvendo poesia e literatura de cordel com as crianças do local.

    Alves explica que a ideia da biblioteca foi impulsionada pelo desejo de ter um ambiente específico para práticas de leitura e reforço escolar. O espaço está sendo construído do zero com ajuda de doações e mão de obra local.

    “Nós já demos o primeiro passo e iniciamos a obra, porém ainda falta muito para esse sonho se tornar realidade, pois nossos recursos são poucos, faltam pregos para a obra, tábuas de parede, telhas para a cobertura, madeira para fazer as estantes, uma mesa grande, algumas cadeiras e principalmente, os livros”, ressaltou o professor, na ocasião em que agradecia pelo acervo recebido, em visita feita à Biblioteca da Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa, em Manaus.

     

    Os livros doados pelos alunos para a biblioteca da escola vão potencializar as aulas
    Os livros doados pelos alunos para a biblioteca da escola vão potencializar as aulas | Foto: Divulgação

    Para mostrar a realidade atual da construção da Biblioteca Comunitária em Maraã, o professor e poeta, Alex Alves, registrou foto do espaço com as crianças estudantes.

    “Não tivemos nenhum caso de Covid-19 na comunidade Juazinho, por isso as crianças não usam máscara no local, somente os professores por conta de saírem dali e irem até a cidade, porém somos testados todas as vezes que retornamos à comunidade rural, formada por 120 pessoas moradoras dessa área extremamente isolada, pois a comunidade mais próxima está situada a 1h15 minutos de viagem de barco’’, explicou o professor.

    Terceira doação

     

    Os livros doados vão beneficiar mais de 70 alunos, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e a comunidade rural. Como parte do “Biblioteca sem Fronteiras”, a biblioteca da comunidade de Juazinho é a terceira a receber livros dos alunos da Team Prodixy, competidora dos torneios de robótica do SESI Amazonas.

    Em maio, o Lar Batista Janell Doyle, na capital, foi contemplado com 300 livros, assim como a Escola Municipal Indígena Antonio Lima, localizada na aldeia indígena dos Mura, município do Careiro da Várzea, a 29 quilômetros de Manaus, em dezembro de 2019.

    “Temos a missão de levar a oportunidade de leitura comunitária para algum lugar, as equipes de robótica se propõem a ajudar uma causa, dentro dessa área educacional, estimulando a leitura e os estudos, de diferentes formas, desde doações de livros até as oficinas de robótica e palestras, tudo liderado e desenvolvido pelos próprios alunos do SESI”, relatou o professor do SESI e técnico da Team Prodixy, Glauco Soprano.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Projeto instala bibliotecas comunitárias em áreas remotas do Norte 

    Editora Valer realiza evento no Parque do Mindu