Fonte: OpenWeather

    Aniversário de Manaus


    “Sete Notas” é exibido em comemoração ao aniversário de Manaus

    É a primeira vez que o documentário, com duração de 1h15 – com acréscimo de cenas extras - será exibido ao público

     

    O documentário aborda a chegada dos portugueses ao Amazonas e seus aspectos culturais
    O documentário aborda a chegada dos portugueses ao Amazonas e seus aspectos culturais | Foto: Divulgação / Tácio Melo

    MANAUS (AM)- O documentário “Sete Notas”, do artista visual Tácio Melo será exibido ao  público, com acesso gratuito, nesta sexta-feira (1º) às 20h30, em frente ao Museu Cidade de Manaus, Centro.

    O filme narra a história da família Ramos e a sua forte ligação com a música, história e o desenvolvimento cultural e artístico da cidade de Manaus, no período áureo da borracha, entre os anos de 1877 e 1940.

    A Prefeitura de Manaus, por meio do Conselho Municipal de Cultura (Concultura) e a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), realiza a exibição.

    Conforme o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, o evento faz parte do pacote artístico-cultural alusivo às comemorações do aniversário de 352 anos da cidade de Manaus.

    "

    Abrimos a agenda de cultura com a exposição indígena e segue agora com a exibição presencial do documentário. A exibição acontece logo após o evento de abertura do Outubro Rosa, de combate ao câncer de mama, tradicional campanha da Prefeitura de Manaus "

    Alonso Oliveira, diretor-presidente da Manauscult

     

    O documentário “Sete Notas” conta com os depoimentos de Fernando Ramos (neto do português Lourenço Ramos) que decidiu viver em Manaus ao lado de sua mulher e filhos. Parte dessa história será narrada também por Pedro Ramos, que é natural de Lisboa e bisneto de Lourenço Ramos.

    Resgate

    É a primeira vez que o documentário, com duração de 1h15 – com acréscimo de cenas extras - será exibido ao público, após a estreia ocorrida em março, por meio da plataforma digital Vimeo.

    O  documentário narra a história da família Ramos - um capítulo desconhecido na sociedade amazonense – formada por sete pessoas, que independentemente de estarem em Manaus, Lisboa ou navegando em alto mar, arrancavam aplausos e sorrisos, levando a magia da arte e da música por onde passavam. É o caso, por exemplo, das exímias musicistas e irmãs, Pátria, Celeste e Ária Ramos.

      O documentário aborda a chegada dos portugueses ao Amazonas e seus aspectos culturais; a vinda da família Ramos para Manaus; relatos sobre como era a vida da família na capital e as relações diretas com Portugal, incluindo viagens e outras aventuras; o auge da vida financeira na cidade e a atividade artística intensa dos filhos, além de abordar a morte de duas pessoas importantes para a história da família; o fim da passagem dos Ramos em Manaus e o que motivou a sua partida para Portugal, em busca de uma nova vida.  

    O fato que desperta curiosidade sobre os Ramos está vinculado à morte da violinista Ária Ramos, filha do português Lourenço Ramos, que na sua juventude escolheu a capital amazonense para morar, mas a verdade é que para, além disso, pouco se sabe sobre Ária e a história da família, de modo geral.

    E é exatamente inspirado por este ímpeto investigativo que Tácio Melo decidiu mergulhar ainda mais na história e se dedicar na produção do documentário “Sete Notas”, como forma de homenagear a família por sua relevância cultural para a cidade de Manaus.

    Por ter marcado época e muitos mistérios estarem associados à história da morte de Ária, ocorrida tragicamente aos 18 anos de idade, até hoje a história da artista é lembrada nos jornais de Manaus, no mês de fevereiro, e a cada década, algum tipo de homenagem é prestada à artista. A primeira delas, talvez, trata-se da estátua esculpida em mármore, em seu túmulo, no cemitério São João Batista, e a última delas, até então, a exposição fotográfica “A Última Canção”, que foi produzida, em 2016, também por Tácio Melo.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Exposição conta história de Manaus com Leis e Decretos no Diário Oficial 

    Fotógrafo Amazonense participa de exposição Afro Brasil