Fonte: OpenWeather

    Idosos


    3° Festival Cine Inclusão dá protagonismo aos idosos no Brasil

    O projeto consolida-se como o único festival de curta-metragem que se dedica exclusivamente a essa faixa etária

     

    O festival é composto por duas mostras
    O festival é composto por duas mostras | Foto: Divulgação

    Entre os dias 18 e 24 de outubro (de segunda a domingo), acontece o 3º Festival Cine Inclusão, que apresenta filmes realizados e/ou protagonizados por pessoas com mais de 60 anos e realiza uma oficina para a inclusão digital de idosos

    O projeto – idealizado e dirigido por Daniel Gaggini, consolida-se como o único festival de curta-metragem que se dedica exclusivamente a essa faixa etária.

    Segundo o idealizador, “esta é uma camada crescente da população que, em sua maior parte, continua ativa e produtiva, sendo fundamental um novo olhar sobre o envelhecimento e todas as questões que se relacionam a esse processo”.

      Na abertura, o evento faz homenagem à atriz Ruth de Souza, primeira mulher negra a protagonizar uma novela, que completaria 100 anos em 2021, 74 dos quais dedicados ao teatro, ao cinema e à televisão.  

    A reverência inclui exibição do curta-metragem "A Mãe e o Filho da Mãe", de Luiz Antonio Pilar, e uma live com participação do diretor do filme e com o biógrafo da atriz, Ygor Kassab, para falar de sua carreira e luta pelo protagonismo negro.

    O festival é composto por duas mostras. A "Mostra Competitiva" exibe 16 curtas-metragens, na qual o voto do público vai eleger os três melhores filmes, que receberão prêmios de R$ 3.000,00, R$ 2.000,00 e R$ 1.000,00, respectivamente. Todos os filmes trazem a temática da terceira idade e/ou têm pessoas idosas como protagonistas.

      Já a "Mostra Melhor Idade" exibe oito obras realizadas por diretores/diretoras com mais de 60 anos, traçando um panorama expressivo de artistas profissionais e amadores que se dedicam à produção audiovisual.  

    A curadoria desta edição é do cineasta Victor Fisch e da pesquisadora e curadora Luciana Rossi. A programação eleita abre um leque de temas e reflexões, entre os quais: solidão, sexo, amor, arte e esporte na velhice, memórias e abandono.

    O público vai desfrutar da diversidade de estilos (ficção, drama, documentário, animação, arte) e apreciar produções primorosas - algumas delas com nomes importantes das artes cênicas do Brasil - como Lima Duarte, Osmar Prado, Lilian Blanc, Walter Breda e Marcélia Cartaxo - e oriundas de Portugal.

     

    O público vai desfrutar da diversidade de estilos (ficção, drama, documentário, animação, arte) e apreciar produções primorosas - algumas delas com nomes importantes das artes cênicas do Brasil - como Lima Duarte
    O público vai desfrutar da diversidade de estilos (ficção, drama, documentário, animação, arte) e apreciar produções primorosas - algumas delas com nomes importantes das artes cênicas do Brasil - como Lima Duarte | Foto: Divulgação

    O Cine Inclusão

    A iniciativa do projeto Cine Inclusão é de Daniel Gaggini, artista e produtor que vem se destacando na realização de projetos dedicados à difusão de iniciativas culturais produzidas em regiões periféricas do Brasil. Em seu currículo, consta a realização da Mostra de Teatro de Heliópolis, o projeto/espetáculo Vira-Latas de Aluguel, o Festival Popular de Cinema de Itapeva e o projeto de capacitação cinematográfica Cine Inclusão.

    A primeira edição do Festival Cine Inclusão foi realizada em 2015, contemplando as comunidades de Capão Redondo e Cidade Tiradentes, além do Memorial da América Latina.

    O evento - que reuniu mais de 400 espectadores, exibiu 26 filmes em 14 sessões gratuitas - capacitou 46 jovens em oficinas de cinema e produziu duas obras audiovisuais. Promoveu ainda um debate com participação dos institutos Criar e Querô e dos projetos É Nóis na Fita e Kaminu Filmes (Colômbia).

    A segunda edição aconteceu em 2017 nas Comunidades de Heliópolis e Paraisópolis e na Unibes Cultural. Foram exibidos 24 filmes, e 60 idosos moradores dessas regiões participaram das oficinas, que resultaram em dois curtas-metragens produzidos pelos então alunos da terceira idade.

    O acesso a toda a programação é grátis pelo site do evento - cineinclusao.com.br

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Idosos participam de passeio turístico pela capital 

    Pesquisa aponta guaraná e açaí como produtos antienvelhecimento 

    Proteção da pessoa idosa é papel de todos