Fonte: OpenWeather

    MOSTRA CULTURAL


    Mostra "Amyipaguana" exibe manifestações culturais no interior do AM

    Secretário executivo Luiz Carlos Bonates visita os municípios para gravar etnodocumentários que serão exibidos em novembro

     

    Uma das manifestações registradas foi a Dança do Cordão Africano uma tradição que já dura mais de um século
    Uma das manifestações registradas foi a Dança do Cordão Africano uma tradição que já dura mais de um século | Foto: Divulgação/Secretaria de Cultura e Economia Criativa

    MANAUS (AM) - A 2ª Amyipaguana Mostra de Cultura Popular será realizada em novembro e apresentará diversas manifestações culturais pelo interior do Amazonas.

    O secretário executivo de Cultura e Economia Criativa, Luiz Carlos Bonates, visita os municípios no mês de outubro para registrar etnodocumentários e depoimentos dos mestres de cultura popular.

      Desde 12 de outubro, o secretário Bonates já visitou, com o setor de Audiovisual da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, os municípios de Benjamin Constant, São Paulo de Olivença e São Gabriel da Cachoeira.  

    O objetivo da mostra, de acordo com o gestor, é dar visibilidade a estes movimentos.

    "

    São manifestações culturais que não são glamourizadas, não fazem parte da indústria cultural, e que são feitas de forma espontânea e ainda não estão atreladas a uma cadeia econômica. Queremos mostrar essas diferentes manifestações que ainda estão invisíveis aos olhos da maioria durante a mostra. "

    Luiz Carlos Bonates, secretário executivo de Cultura e Economia Criativa

     

    Uma das manifestações registradas pelo secretário foi a Dança do Cordão Africano, em São Paulo de Olivença (a 985 quilômetros de Manaus), uma tradição que já dura mais de um século reunindo as culturas negra, cabocla e indígena.

    "

    É algo que passa de família em família, pela simples vontade do povo de brincar por brincar, sem a necessidade de arquibancada, é a cultura popular de raiz. Registramos todos os personagens do ‘Cordão’ e vamos apresentar ao público durante a mostra. "

    Luiz Carlos Bonates, secretário executivo de Cultura e Economia Criativa

     

    Em Benjamin Constant, o secretário visitou o museu Magüta, primeira instituição do gênero genuinamente indígena do Brasil e que apresenta objetos da cultura dos Tikuna.

    Em São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros da capital), foram coletados depoimentos dos mestres indígenas, além de filmar os rituais destes povos.

    O próximo município será Beruri (distante 173 quilômetros de Manaus), onde o secretário Bonates participa de uma audiência sobre políticas culturais.

    "

    Em Manaus também fomos ao Parque das Tribos, coletamos depoimentos de 20 mestres de várias expressões, indígenas do hip-hop, capoeira, do samba de roda, do maracatu, entre outros. "

    Luiz Carlos Bonates, secretário executivo de Cultura e Economia Criativa

     
    "

    Todos estes registros serão exibidos durante a mostra em novembro, tanto os depoimentos dos mestres, como os etnodocumentários sobre estas manifestações. "

    Luiz Carlos Bonates, secretário executivo de Cultura e Economia Criativa

     

    A Secretaria de Cultura e Economia Criativa divulgará em breve a programação completa da 2ª Amyipaguana Mostra de Cultura Popular.

    Leia mais:

    Concultura realiza 1ª reunião com os novos conselheiros

    Jandr Reis inaugura exposição "Jaraquiart", em Manaus

    Teatro Amazonas inicia agendamentos para a segunda quinzena de outubro