Fonte: OpenWeather

    Oportunidades


    Coreógrafo realiza oficina gratuita de frevo na Casa Mamãe Margarida

    A oficina, intitulada “Entre a Ponta e o Calcanhar”, é um projeto idealizado pelo artista aprovado pela Manauscult no Prêmio Zezinho Corrêa 2021

     

    Segundo o artista, a oficina visa promover a cidadania e o contato com os mais variados estilos da cultura popular brasileira, destacando-se o frevo
    Segundo o artista, a oficina visa promover a cidadania e o contato com os mais variados estilos da cultura popular brasileira, destacando-se o frevo | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - O coreógrafo e bailarino Bruno Sousa, da Instituição Cultural Arte Sem Fronteiras, irá realizar nos dias 1° e 2 de dezembro uma oficina gratuita de frevo na Casa Mamãe Margarida, localizada na rua Penetração II, bairro São José Operário, zona Leste de Manaus. 

    A oficina, intitulada “Entre a Ponta e o Calcanhar”, é um projeto idealizado pelo artista aprovado pela Manauscult no Prêmio Zezinho Corrêa 2021, por meio da Lei Aldir Blanc, e tem apoio da JS Produções. 

    Segundo o artista, a oficina visa promover a cidadania e o contato com os mais variados estilos da cultura popular brasileira, destacando-se o frevo, estilo de dança muito famosa em Recife. Bruno explicou a metodologia que será aplicada nas aulas de frevo no abrigo Casa Mamãe Margarida. 

    “No primeiro dia será dada toda instrução técnica dos passinhos. Já no segundo dia, será feita mais algumas instruções e recapitulações sobre o dia anterior e para complementar a oficina as próprias participantes farão pequenas células coreográficas para mostrarem todo aproveitamento adquirido nos dois dias de oficina. Será filmado e divulgado nas redes sociais como forma de expansão da cultura popular e fortalecimento de todo o trabalho feito com as participantes”, falou. 

     

    Recentemente, o coreógrafo e bailarino Bruno Sousa conquistou o segundo lugar na categoria “Danças Populares — Duo Sênior”, no Festival de Dança de Joinville (SC).
    Recentemente, o coreógrafo e bailarino Bruno Sousa conquistou o segundo lugar na categoria “Danças Populares — Duo Sênior”, no Festival de Dança de Joinville (SC). | Foto: Divulgação

    Bruno não escondeu a felicidade em realizar a oficina e enfatizou que as crianças do abrigo gostam muito do seu trabalho. 

    “Estou muito contente em poder realizar essa oficina na casa mamãe margarida. Já visitei o local e fiz uma apresentação de frevo no abrigo com a Cia Arte Sem Fronteiras. Além de terem gostado de mim, as pessoas foram muito receptivas. Quando a diretora do abrigo anunciou a oficina, todas ficaram empolgadas para se inscrever”, reitera. 

    Recentemente, o coreógrafo e bailarino Bruno Sousa conquistou o segundo lugar na categoria “Danças Populares — Duo Sênior”, no Festival de Dança de Joinville (SC). 

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    Dança e coreografia ganham destaque nas festas de Manaus

    Arte Sem Fronteiras divulga coreografias para Festival em evento

    Corpo de Dança do Amazonas “abre” Festival de Joinville