Fonte: OpenWeather

    Resistindo à intolerância


    Parada LGBTQIA+ reúne centenas de pessoas no Centro de Manaus

    O evento trouxe o tema “Resistindo à intolerância e vencendo a pandemia”, para conscientizar a população sobre os direitos da comunidade LGBTQIA+

     

    | Foto: Raine Luiz/ Sejusc

    Manaus (AM) - A 21ª edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+ retornou às ruas do Centro de Manaus, na noite de domingo (5), para celebrar a diversidade sexual. 

    Com dois palcos montados, na avenida Eduardo Ribeiro entre as ruas 24 de maio e Saldanha Marinho, o evento trouxe o tema “Resistindo à intolerância e vencendo a pandemia”, para conscientizar a população sobre os direitos da comunidade LGBTQIA+, além de celebrar as conquistas da comunidade ao som de música eletrônica, shows de drags e bandas de diversos gêneros.

    “O Governo do Amazonas, por meio da gerência de Diversidade e Gênero da Sejusc tem a missão de articular políticas públicas, eventos e ações para reforçar os direitos da comunidade LGBTQIA+. Mais um ano, a Sejusc apoia a Parada e fortalece as conquistas dessa parcela da população”, afirmou Leopoldo Humell, gerente de Diversidade e Gênero, que é vinculado à Secretaria Executiva de Direitos Humanos da Sejusc (SEDH).

    De acordo com Leopoldo, o município de Manacapuru irá sediar, na terça-feira (7), mais uma edição da parada. No dia 18 de dezembro será a vez de Itacoatiara receber a festa.

     

    | Foto: Raine Luiz/ Sejusc

    Para Bruna La Close, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT (APOLGBT), a volta do evento às ruas só foi possível com a vacinação em massa, que contribui para a contenção da propagação da Covid-19.

    “Durante essa pandemia, o movimento se guardou para proteger a nós e nossas famílias. Agora, retornamos sempre atentos aos protocolos de segurança. É um orgulho muito grande poder voltar com esse evento para as ruas com apoio do Estado. Vamos nos orgulhar, vamos celebrar de forma descontraída, através de shows culturais e bandas que o povo LGBTQIA+ gosta”, afirmou a presidente.

     

    | Foto: Raine Luiz/ Sejusc

    Direitos Humanos 

    A Sejusc conta com uma gerência voltada à diversidade e gênero. Vinculada ao Departamento de Promoção e Defesa dos Direitos, tem por finalidade articular, mobilizar e viabilizar a efetividade das políticas públicas de direitos humanos de Lésbicas, Gays, Travestis, Transexuais, Intersexuais e Assexuais – LGBTQIA+ no estado do Amazonas, de acordo com a finalidade de atuação referentes ao tema.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Parada do Orgulho LGBTQ+ realiza 21ª edição neste domingo em Manaus

    Por conta da Covid-19, parada LGBTQI+ não vai para as ruas em 2022

    Amazonas é o terceiro estado com mais mortes violentas de LGBTI+