Teatro


Musical 'O Castelo Encantado da Bela e a Fera' se apresenta em Manaus

O espetáculo acontecerá no domingo (28) às 17h no Teatro Manauara

A personagem principal da peça, Bela, será vivida pela amazonense Evelyn Felix | Foto: Divulgação

Manaus - "Sentimentos são fáceis de mudar..." o verso inicial de uma das mais famosas canções da Disney pode trazer diversas memórias. Para quem quiser reviver a nostalgia de um dos musicais mais premiados, basta conferir "O Castelo Encantado da Bela e a Fera", produzido pela Interarte Produtora Cultural sob a direção de Socorro Andrade. O espetáculo será apresentado no domingo (28) às 17h no Teatro Manauara. 

Leia também: Shopping Ponta Negra recebe Castelo Encantado e Jump Mania

Segundo a diretora do musical, o elenco está bem afinado e tem enfrentado uma rotina intensa de ensaios. "Os ensaios têm horário para começar, mas não para acabar, então a preparação tem sido bem aproveitada", disse Socorro. Davy Câmara e Patrícia Botelho, ambos cantores profissionais e membros do Coral Amazonas, também estão presentes no preparo musical da peça.

Ao todo, 12 atores dividem o palco no espetáculo de 1h15 de duração. A personagem principal da peça, Bela, será vivida pela amazonense Evelyn Félix. O papel do par romântico de Bela é do ator global Francisco Mendes. "É uma obra que continua atual e a Bela é uma personagem feminista, bem consciente e do povo, então isso é bem legal de trabalhar", comentou a diretora.

A história conta a vida de Bela, uma jovem sonhadora que mora em uma aldeia no interior da França. Sem a oportunidade de sair do pequeno vilarejo, Bela viaja através de livros e se sente um peixe fora d'água até encontrar a Fera, uma criatura presa em um castelo amaldiçoado. Juntos, eles uma relação inesperada e aprendem lições únicas um com o outro.

"A Bela e a Fera" é conhecida principalmente pela animação produzida pela Disney, lançada em 1991. Além de ter sido um grande sucesso de bilheteria, o filme foi muito bem recebido pela crítica, sendo a primeira animação a ganhar o Oscar de Melhor Filme. Originalmente, a história é um popular conto de fadas francês, que tornou-se conhecido através da versão da educadora Jeanne-Marie LePrince de Beaumont.

Edição: Wallace Abreu

Leia mais:

Marcella Bártholo lança videoclipe de nova música autoral nesta quarta

Exposição em Manaus aborda vida do ex-presidente americano, Kennedy

Espetáculo ‘Flecha Borboleta’ volta ao palco do Café Teatro