Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Entidades pedirão explicações sobre mulheres amarradas

    Polícia amarra e arasta mulheres - foto: Divulgação
     
     
    Imagens captadas durante a operação ‘Carrossel’, deflagrada pela Polícia Civil, na qual mulheres  de uma mesma família aparecem amarradas umas às outras e levadas pelas ruas do bairro Santo Agostinho, Zona Oeste.
     
    O fato incomodou grupos de defesas das mulheres e  entidades civis ligadas à defesa dos direitos humanos. Hoje eles pretendem pedir explicações à polícia.
    Na operação, sete pessoas da mesma família foram presas em flagrante. Francisca Rodrigues da Silva, 61, a ‘Chiquitita’, suas filhas Karina Rodrigues da Silva, 23, Klicia Regina Rodrigues, 32, e Maria Rodrigues da Silva, 47, as sobrinhas Tatiana Galvão de Assis, 34, o neto Francisco Vieira Braga, 23, e uma adolescente de 16 anos.
    De acordo com o delegado titular do 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP), George Gomes, Chiquitita é apontada como a chefe da boca de fumo. “Além de vender as drogas, esse pessoal também é responsável pelo abastecimento da área”, disse.
    Durante buscas em algumas residências, os policiais recolheram aproximadamente três quilos de entorpecentes - pasta-base de cocaína- dinheiro, celulares e outros objetos. O delegado explicou que a operação foi resultado de dois meses de investigações e teve como alvo a boca de fumo existente há mais de 20 anos no beco Brasil.