Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Empresários da noite fazem manifestação em frente à prefeitura

    Os manifestantes querem audiência com prefeito – foto: reprodução/Facebook
     
    Um grupo de pelo menos 50 pessoas, entre elas proprietários de casas noturnas interditadas após fiscalização de órgãos municipais e Corpo de Bombeiros, realizou na manhã desta quinta-feira (31) manifestação em frente à sede da Prefeitura de Manaus, na Compensa, Zona Oeste.
    Eles reivindicam uma audiência com o prefeito Arthur Neto para discutir o rigor das blitz que já interditaram 58 estabelecimentos na cidade e negociar um prazo para que as mesmas se regularizem.
    Com carro de som e muito barulho, o grupo argumenta que o rigor da fiscalização está deixando várias pessoas sem trabalho e renda, incluindo artistas, garçons, seguranças e autônomos como bombozeiros e mototaxistas, entre outros.
    “Pelo menos 1.500 pessoas estão sem trabalho com essa atitude do poder público”, comenta o proprietário do Rancho Sertanejo, Gercino João Vendrane.
    A assessoria do prefeito, que estava viajando, está tentando encaixar um horário para os manifestantes na agenda de Arthur, que já estava previamente definida.
    Colaborou Isabelle Valois.